Notícia
SAÚDE
08/11/2018 - 07 hrs
 
HSF solicita doadores de sangue com urgência
 
O Banco de Sangue do Hospital São Francisco precisa urgentemente de doadores de, pelo menos, quatro tipos sanguíneos. Nesta quarta-feira, dia 07, a unidade hospitalar enviou um pedido em público a pessoas que tenham a possibilidade para que façam a doação. Há uma demanda grande nos últimos dias, por isso o estoque geral está baixo.

Segundo a enfermeira chefe do Banco de Sangue, Taiane Habech da Silva, há falta se justifica pelo aumento de pacientes que precisam do material. “No momento, a gente tá precisando do O-, que é o universal, o B-, o B+ e ao AB-. [A necessidade existe pela] Pela demanda, porque a gente direciona o tipo sanguíneo que a gente tem disponível com o tipo do paciente. O O- a gente direciona só em casos emergenciais. Por isso a gente teve uma baixa no estoque geral”, comenta.

O hospital e o banco de sangue fazem questão de ressaltar que campanhas feitas por fora, ou seja, não oficiais e que não partem da unidade hospitalar, devem ser evitadas. Muitas famílias acabam pedindo de forma “pessoal” por doadores o que tem causado confusão e sobrecarregam o atendimento. “O pessoal geralmente se preocupa quando tem um familiar que recebe sangue, pede para que as pessoas venham repor. Nós, enquanto banco de sangue, a gente não pede isso. Tendo o nosso estoque normal, a gente não pede a reposição”, pontua.

O Banco de Sangue do HSF fica aberto de segunda-feira a sexta-feira, das 07h30 às 11 horas ou das 13h00 às 16 horas. Pessoas que doam com certa frequência já sabem qual é o procedimento. Porém, para quem quiser fazer a primeira doação, é preciso seguir algumas normas. É preciso estar bem alimentado, levar documento para fazer cadastro, estar bem de saúde e não usar medicamentos.

O Banco de Sangue fica localizado no novo prédio do Hospital São Francisco, na Rua Getúlio Vargas. Há também uma idade limite para fazer doação: é preciso ter idade a partir de 16 anos - com autorização de responsável. Quem já fez doações, pode repetir o ato até os 69 anos. Já para aqueles que vão fazer a primeira doação, no máximo até os 60 anos.
 
Impresso em: 22/08/2019 às 04:17

Rádio Rural AM 840