05/06/2019 - 06h
Reportagem compara preço dos combustíveis entre 2018 e 2019
Valor por litro dos três produtos tem tido altas significativas.

O preço do litro da gasolina, do etanol e do diesel segue apresentando altas frequentes em todo o país, e em Concórdia não é diferente. Pelo levantamento realizado pela reportagem da emissora através do site da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o valor de todos eles já é bastante superior ao registrado um ano atrás, conforme pode ser visto logo abaixo. 

Começando pela gasolina, este produto registrou uma média de R$ 4,50 em maio, 14 centavos a mais do que em abril. A agência pesquisou os preços em 24 postos de Concórdia, sendo que os valores variavam entre R$ 4,30 e R$ 4,66. Pelos dados, o município continua tendo a gasolina mais cara do estado. Já na comparação com o ano anterior, a diferença surpreende: em maio do ano passado, o litro dela saia por R$ 4,31, 19 centavos a menos. 

O etanol também passa por um momento de alta. A média do litro do combustível em maio foi de R$ 3,91, 14 centavos a mais do que no mês anterior. Foram consultados 12 postos e os preços ia de R$ 3,56 até R$ 4,13. O etanol concordiense é, também, o mais caro do estado. E comparando com maio do ano passado, a diferença é de 12 centavos, ou seja, há um ano, ele era vendido a R$ 3,79.

Assim como os outros dois, pelo terceiro mês seguido o diesel teve alta na média mensal. Alcançou R$ 3,61 de média em maio, nove centavos a mais do que em abril. Foram consultados pela ANP 16 postos e o preço variou de R$ 3,50 a R$ 3,71, tendo a terceira maior média de Santa Catarina. Em comparação com maio do ano passado, a diferença é de 12 centavos – ou seja, saia por R$ 3,49. 

Ressalta-se que entre o fim de 2018 e o início de 2019, o preço dos combustíveis sofreram baixas. Agora, atingido altas acima das expectativas principalmente por conta da cotação do dólar, o consumidor acredita em uma redução no preço dos combustíveis para o início de junho, uma vez que a Petrobrás reduziu o valor nas refinarias. Na semana passada, a empresa anunciou diminuição de quase 10% no preço da gasolina e do diesel.


Impresso em: 23/09/2019 às 16:54


Rádio Rural AM 840