Rádio Rural AM 840

COLUNA DO LUÍS LONGHINI

Luis Longhini


O que os empresários projetam para o futuro de Concórdia? Confira!

Por Luís Longhini
Sociedade
29/07/2020 às 03h47

CONCÓRDIA – No aniversário de 86 anos de Concórdia, a reportagem da Rádio Rural e Rádio 96 FM, peguntou a empresários de Concórdia de diversos segmentos o que eles esperam para o futuro de uma das cidades de maior expressão no Oeste Catarinense.

Ontem, você conferiu aqui em nossas plataformas digitais uma entrevista com os ex-prefeitos de Concórdia com mais idade. Odacir Zonta e Luís Suzin Marini, clicando aqui, você confere a entrevista.

E dando sequência a este especial produzido pelos jornalistas Luan de Bortoli, Simone Sarmento Vieira e Luís Longhini, hoje é dia de você conferir uma perspectiva das principais lideranças empresariais da cidade.

MOACIR ZAT
empresário e sócio-proprietário do Grupo Zat de Supermercados
 

Concórdia proporciona um nível alto de qualidade de vida e saúde, é uma cidade tranquila que vem se desenvolvendo dentro de suas possibilidades, mas que poderia desenvolver-se bem mais, infelizmente não anda como devia, possui uma população trabalhadora... Uma cidade mais tecnológica dentro de sua realidade, que mantenha seu nível de empregos sempre em alta, que possa proporcionar mais espaço de lazer à população, que venha mais indústrias que gerem mais renda e emprego.


MARCELO ZANON
empresário e sócio-proprietário da Marcelo Zanon Imóveis e Incorporadora.
 

Concórdia é uma cidade maravilhosa de se viver, difícil uma comparação com tamanha qualidade de vida! Uma cidade com povo trabalhador, honesto e um empresariado que faz com esforço inimaginável nossa cidade crescer. Um dos principais setores que contribuem para a economia desenvolver em um município é o da construção civil, espero que daqui a cinco anos tenhamos um plano diretor reformulado, privilegiando o crescimento e desenvolvimento de nossa cidade. Desejo um incentivo maior por parte do poder público a quem deseja investir em Concórdia, que muitas vezes por diversas dificuldades acaba desistindo. Para isso, precisamos que nossos representantes políticos se dediquem ao máximo nesse assunto. Espero que daqui a cinco anos nossa cidade esteja cheia de construções, novas oportunidades, com seu desenvolvimento a todo vapor, trazendo ainda mais orgulho para a população que vive aqui.


SÉRGIO RADIN
empresário, sócio-proprietário do Grupo IACC e presidente da ACIC Concórdia
 

Falar do passado e projetar Concórdia é muito bom! Concórdia teve uma evolução fora dos parâmetros da grande maioria das cidades do Brasil. Não podemos deixar de dizer que o desenvolvimento de Concórdia veio através da indústria, Sadia, atualmente BRF, e junto com a indústria vieram grandes personalidades, outros tantos empresários que fizeram essa cidade crescer e a colocar na vitrine, com uma economia forte, um povo trabalhador e acima de tudo, uma cidade que tem uma agricultura diversificada, forte, com vários segmentos que impulsionam o sucesso da cidade em todos os sentidos. Acredito que os cinco próximos anos de Concórdia serão de muito sucesso! Vejo com bons olhos o crescimento da cidade, e ao mesmo tempo com preocupação, porque temos boas prospecções para o futuro de nossa cidade, trabalhamos para isso. O empresariado está fazendo sua parte, mas analiso que tudo isso deva ocorrer com a parceria do poder público e as entidades precisam sempre estar juntas para as decisões do futuro de nossa cidade. Como presidente da ACIC e demais colegas que me sucederam como o pioneiro e propulsor da entidade Jacob Biezus, a ACIC sempre buscou fortalecer, fomentar ideias para o fortalecimento de Concórdia. Analiso que a cidade vai ganhar muito, vai ganhar novas empresas, novos empregos. Concórdia tem um enorme potencial.


HELDEMAR MACIEL
empresário e sócio-proprietário da MM Comércio e Distribuidora Ltda
 

Sou suspeito ao falar de Concórdia pela paixão que tenho por esta cidade, um povo trabalhador, uma cidade que oferece muitas oportunidades, é um celeiro de empreendedorismo, se destaca em muitas áreas no agronegócio, indústria, comércio e tecnologia, possui entidades representativas organizadas em todos os segmentos, isso fortalece o desenvolvimento, tudo alinhado com uma ótima qualidade de vida. Para o futuro, espero que Concórdia não perca sua essência e qualidade de vida, mas que acompanhe com largos passos as tendências de desenvolvimento. Tenho otimismo e acredito que Concórdia é uma cidade de futuro. Nossa cidade tem um potencial muito grande ainda a ser explorado. Precisamos focar em políticas públicas que venham de encontro aos empreendedores com isso certamente teremos uma explosão na questão de desenvolvimento. Economicamente é uma cidade que ocupa posições consideráveis no nosso estado e no país, mas sabemos que podemos mais. Diante do que queremos e sonhamos para Concórdia, podemos nos permitir mudar o caminho, alterar o planejamento, porém desistir jamais.

DAGNOR ROBERTO SCHNEIDER
empresário e CEO Conlog Logística
 

Concórdia, uma cidade progressista, construída com fundamentos sólidos, em especial pela cultura de seus colonizadores (alemães e italianos), pessoas ordeiras, trabalhadoras e empreendedoras. São estas características que impulsionam nosso município ao desenvolvimento tornando Concórdia uma cidade cada vez mais referenciada em nosso estado e até mesmo para o Brasil. Que seus indicadores socioeconômicos continuem avançando e que tenhamos uma cidade com avanços na qualidade de vida, com diferenciais qualitativos na educação, na saúde, nos índices de IDH; os quais serão alcançados pelo crescimento econômico. Entendo que neste “campo” podemos avançar mais, através de projetos e apoio ao empreendedorismo.


ALEXANDRE SIMIONI
empresário e CEO do Grupo Passarela
 

Vejo que nossa cidade tem alguns diferenciais em relação a outras cidades do estado e país, principalmente por ter como principal matriz econômica o Agronegócio e uma boa distribuição de renda. Por esse motivo e também pela essência de povo que trabalha e luta muito para melhorar sua condição de vida a circulação de riqueza fortalece a economia local. Acredito que nos próximos cinco anos Concórdia continuará no mesmo ritmo, crescendo dentro das limitações que a região permite, mas mantendo os indicadores de destaque quando se fala de qualidade de vida, um lugar bom para se viver.


CLAUDIOMIRO VIEIRA
empresário, e CEO do Grupo V7
 

Sinto orgulho em fazer parte e contribuir fortemente para o crescimento de nosso município, que vem se desenvolvendo a cada ano. Concórdia foi a cidade que escolhi para morar e ajudar a desenvolver. Há alguns anos, em meados de 2012, quando planejei a expansão da empresa, não faltaram oportunidades e até incentivos fiscais e econômicos para construímos fora de Concórdia, em municípios próximos e até estados diferentes. No entanto, esse amor por essa terra, firmamos aqui nosso compromisso, mesmo diante de zero incentivo local, sempre ciente de quanto essa expansão geraria de valor agregado a Concórdia, especialmente geração de empregos diretos e indiretos, trazendo desenvolvimento de pessoas e também desenvolvimento econômico ao município.

Logico que esperávamos que Concórdia pudesse ter crescido e se desenvolvido mais, a exemplo podemos citar Chapecó, mas tudo isso desperta em mim mais energia e vigor para contribuir cada vez mais com um crescimento exponencial e fora da curva. Na minha visão, nosso município tem tecnologia, capacidade e competência para, com certeza, ser referência em empreendedorismo e inovação daqui a alguns anos. Pensar em Concórdia, fazendo uma projeção para daqui cinco anos, é ver em minha frente uma cidade moderna, tecnológica, com pessoas ainda mais felizes e prósperas.

O Grupo V7, composto atualmente das Marcas Viero – maior indústria de sala de jantar do Brasil e líder de mercado, Viart – indústria de sofás, Via marca da linha de painéis e cozinhas e Vian na linha de colchoes, com certeza contribuirá para esse futuro promissor. Quero ver Concórdia cada vez mais bela e economicamente desenvolvida, e como contribuição tenho gerado cada vez mais empregos e rentabilidade ao município, trazendo visibilidade nacional ao mesmo, sendo que uma das metas e os colaboradores estar entre as melhores empresas para se trabalhar no Brasil.

Como empresário, não tem como não ter o propósito de crescer a cada dia e deixar o legado de uma empresa sólida que preza pela agilidade e sustentabilidade, agregando cada vez mais valor ao cliente, desenvolvendo pessoas e sendo referência no setor de atuação.

Portanto, estamos sempre ligados, investindo em pessoas, tecnologia e inovação e estamos juntos com Concórdia em busca de um município referência para nosso país. Nos 46 anos de existência da Viero, Parabenizamos Concórdia pelos seus 86 anos. Estamos preparados e juntos vamos construir os próximos 86.


JULIANO ZANDONAI
empresário e CEO do Grupo Caitá
 

Acredito em uma cidade ainda mais desenvolvida e inclusiva, não vejo um crescimento muito acelerado, mas um crescimento constante e saudável… Vejo com um sistema de saúde mais fortalecido é uma infraestrutura melhor.


ROGÉRIO CECCHIN
empresário, dono da empresa Detalhes e presidente da CDL
 

Estamos unidos por Concórdia, pelas empresas e por todos nós. O momento é delicado, porém estávamos bem organizados quanto entidade e isso reflete nas ações que estamos desenvolvendo desde o começo da pandemia em benefício da sobrevivência dos negócios. O que nós esperamos para daqui cinco anos é que tenhamos recuperado essa fase e que a cidade cresça ordenadamente, com um comércio e empresas cada vez mais organizadas e alinhadas, e é para isso que existimos quanto CDL e neste momento em específico demostramos a importância deste associativismo e da união da classe lojista e empresarial diante das adversidades. Sim almejamos é claro uma cidade diferente, com empresas bem estruturadas e prósperas. Mas ainda entendemos que a aceleração dos processos ocasionada neste momento da Covid-19 nas empresas com a inserção de inovações e tecnologias será algo presente a curto e longo prazo. O setor do varejo foi um dos mais afetados pela doença e é para ele que estamos fortemente empenhados, buscando um futuro melhor até 2025. A mudança no perfil do consumidor é algo presente e queremos fazer parte desta mudança e interação com as pessoas ajudando na construção de uma nova realidade. Queremos evoluir ainda como entidade transformando processos assim como os empresários. As lutas e bandeiras em benefício dos empresários devem continuar fazendo parte dos objetivos desta entidade.


ÁLVARO LUÍS DE MENDONÇA
empresário e vice-presidente da Fiesc Alto Uruguai Catarinense
 

Concórdia está numa situação bem confortável. Hoje, a administração municipal tem olhado muito para o setor industrial. A infraestrutura de transportes vem sendo implementada, e tem atraído olhares de empreendedores, isto é um sinal que teremos investimentos em nossa cidade. Podemos avaliar da seguinte forma: se as condições são favoráveis, a cidade começa a se destacar. O setor industrial está em pleno crescimento, mesmo com a pandemia. Nossos industriais têm dado uma resposta muito rápida. Tenho convicção que daqui a cinco anos estaremos com um município em pleno emprego, e a renda dos trabalhadores terá um ganho expressivo. A falta de mão de obra qualificada deverá puxar os salários para patamares mais elevados, o que é muito bom, melhora a renda do trabalhador, consequentemente, aquece a economia como um todo.


OSNI ROMAN
empresário e presidente da Coopercarga
 

Apesar do cenário econômico que estamos vivendo, eu vejo uma Concórdia mais forte, digital, conectada e em constante movimento. Concórdia tem demonstrado crescimento econômico e estava no ranking da revista Business em 2019, como uma das 10 cidades de Santa Catarina para ficar de olho em 2020 por se destacar como um polo regional em pleno desenvolvimento. Em relação a inovação e tecnologia Concórdia também vem crescendo, vários negócios se reinventaram tendo o cliente como foco em suas estratégias e esse fato vem ocorrendo em diversos segmentos como: comércio, entregas, atendimento ao cliente, transporte de usuários, marketing e serviços. Concórdia avança rumo a um futuro promissor, percebemos isso através das leis e projetos que têm sido aprovados, entre os mais recentes foi o projeto de lei 81/20119 que criou o Centro de Inovação Tecnológica – CIT, Programa que congrega organizações empresariais, científicas e tecnológicas estruturadas de maneira planejada, concentrada e cooperativa para promover a cultura e a prática da inovação, a competitividade empresarial e a geração de riquezas por meio da criação e fortalecimento de empresas inovadoras, coordenado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo – SEDET. A Coopercarga não fica de fora do cenário da inovação, possuímos um setor em nossa cooperativa chamado Innovation center, espaço dedicado para acelerar e desenvolver ideias, projetos, serviços, soluções e produtos pautados em metodologias ágeis com o viés na transformação digital e tecnológica. Além da criação de soluções internas que estão possibilitando uma mudança da nossa cultura organizacional, muitas ideias impactam externamente nas comunidades onde a Coopercarga atua.


FIORELO RUVIARO
empresário e proprietário da Corplan Contabilidade e Gestão Empresarial
 

Estou muito esperançoso no sucesso, na prosperidade, na felicidade e no crescimento de Concórdia. Aqui temos pessoas maravilhosas, temos muitos amigos e temos prestígio em nível nacional. Nossos empresários são aguerridos, fazem a diferença, acreditam em Concórdia e fazem questão de investir no crescimento da cidade. Nossa gente, os trabalhadores, a sociedade em geral sempre pensando no bem, pensando numa Concórdia segura e boa para se viver. As perspetivas são as melhores para Concórdia nos próximos cinco anos. O que devo chamar a atenção é que nós não estamos bem no âmbito da administração pública municipal. Entra ano, sai ano, e a situação não continua das melhores. Porque digo isso: o sistema de tratamentos dos resíduos sólidos, não temos mais aquele trabalho que vinha sendo feito sobre a reciclagem de lixo. Nosso aterro sanitário não é mais aterro, tem virado um lixão novamente. Faltou uma atenção especial nesta questão. O consócio socioambiental, a qual o município gastou um grande dinheiro para que fosse realizado, agora é apenas mais uma peça de arquivo, faltou a execução sobre o projeto. O nosso sistema de saúde também não está bom. Esses são pontos que precisam serem melhorados, pensados com carinho para o futuro de Concórdia. Eu acredito que nos próximos cinco anos com a força do empresariado teremos muitas conquistas, porque os empresários de Concórdia têm atitude, têm garra, determinação e sabem fazer a diferença. Só precisamos por parte do setor público um empenho maior no que tange o crescimento do setor produtivo, econômico...


Fonte: Luís Longhini - Fotos: Luís Longhini - Arquivo Rádio Rural e Rádio 96 FM





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






VEJA TAMBÉM