Rádio Rural AM 840

OPINIÃO

LUAN DE BORTOLI




É mentira ou verdade? Na dúvida, joga no Google!

Não podemos deixar as fake news tomarem conta do nosso dia a dia.
Adicionado em 15/11/2019 às 09:20:29

Um ano depois das eleições 2018, que foram permeadas pelas famosas Fake News, parece que ainda o brasileiro não entendeu o real significado e o perigo que elas oferecem a todos nós. A título de informação, na tradução literal, o termo Fake News significa notícias falsas. Passado esse tempo, me parece ainda necessário e urgente bater nesta tecla.

Elas sempre existiram, isso é verdade. Mas recentemente, nos Estados Unidos, as Fake News ganharam tremenda força durante as eleições. Pessoas ligadas a partidos disparavam as falsas notícias na intenção de induzir o eleitor. O Brasil, que não gosta de ficar para trás, as importou para cá no pleito do ano passado e ampliou as já existentes no país. Assim, foram as mentiras que ditaram as regras das eleições de 2018.

O acontecimento, tanto lá fora quanto no Brasil, foi tão emblemático e massivo que se tornou alvo de intensos debates sobre o perigo que elas oferecem. Poucos meses depois do pleito, se provou que havia ações coordenadas de vários lados para disparar notícias de origem duvidosa. No entanto, o que vimos na atualidade é que não aprendemos com os erros.

As notícias mentirosas continuam sendo enviadas - claro, que em menor escala, mas continuam. É ainda o aplicativo Whatsapp o principal meio utilizado para disseminá-las. Mas elas também estão presentes fortemente em todas as outras redes sociais. E ainda em sua grande parte falando de política.

São discursos muitas vezes atribuídos a artistas ou personalidades e jogados aos quatro cantos, mas que na realidade nunca disseram nada daquilo . Na ânsia de acreditar naquele conteúdo propalado, ninguém vai atrás da fonte e se acaba tomando o que foi dito simplesmente como a verdade.

Não há idade para isso, mas é verdade dizer que a maior parte dos casos em que as pessoas acreditam sem checar a veracidade é entre adultos. Neste sentido, me lembro cerca de 15 anos atrás, quando a internet teve seu booom no Brasil, nossos pais dizendo que não deveríamos confiar em tudo que víamos na internet. Que ironia, mas agora chegou a nossa vez de explicar para eles não acreditarem em tudo - e muito menos repassar adiante sem sequer ter ideia da fonte e do grau de realidade daquilo.

Não se trata apenas de assuntos relacionados à política. Pelo contrário, são várias as "editorias". Vamos tentar manter este exercício de rever o que recebemos, o que mandamos e buscar sempre confiar apenas em fontes oficiais - mesmo que elas não publiquem aquilo que você gostaria de ler. Na dúvida, pelo menos "dá um google" - ele, quase sempre, vai te ajudar. E rede social não é fonte pra nada!





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

26

Jun
Luan de Bortoli

Por que tanta necessidade de aglomeração?

Estamos em meio a uma pandemia. É um momento diferente, raro, excepcional. Portanto, como consequência, isso também exige uma mudança de comportamento. Desde março estamos sendo inundados de recomendações médicas para evitar a disseminação da doença...

Leia mais

19

Jun
Luan de Bortoli

Femix e Expo no mesmo ano?

Em entrevista à Rural e 96, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Concórdia, Rogério Cecchin, mostrou certa preocupação com a possibilidade de a Femix (evento realizado pela CDL) e a Expo Concórdia (realizado pela prefeitura) serem feitas...

Leia mais

12

Jun
Luan de Bortoli

Vamos falar de esperança

Sabemos, e é impossível passar alheio a isso, que o Brasil hoje é o epicentro dos casos de coronavírus no mundo. Chegamos a mais de 40 mil mortes e 800 mil casos da doença. E até o fim de junho, logo ali, em duas semanas, serão 50 mil mortes e 1...

Leia mais

05

Jun
Luan de Bortoli

​Sobre encontrar e não encontrar culpados

Dois fatos recentes me fizeram refletir e perceber certa similaridade entre si, não pela forma, mas pelo que os envolve. Primeiro é a insistência da população em culpar A ou B pela pandemia e pelas consequências – seja na economia, seja nas...

Leia mais

29

Mai
Luan de Bortoli

A perversidade da mente humana

De tempos em tempos, nos deparamos com notícias impactantes que chocam e nos fazem refletir sobre a maldade do ser humano. Nesta semana, dois fatos chamaram a atenção do Brasil. A crueldade de assassinar uma criança. E por alguém de dentro da própria...

Leia mais