Rádio Rural AM 840

OPINIÃO

LUAN DE BORTOLI




A culpa também é nossa

Temos que estar mais atentos e alertas aos riscos da dengue e sarampo.
Adicionado em 06/12/2019 às 08:38:11

Dois assuntos ligados à saúde voltaram com tudo nestes últimos meses em todo o país. Os casos de dengue e seus focos do mosquito são um deles, o outro é o surto de sarampo. A questão é que esta problemática não está longe de nós, concordienses. O município também foi atingido em cheio com os riscos à saúde da população.

Primeiro, sobre a dengue, Concórdia atingiu  número recorde do mosquito Aedes aegypti em 2019. Até ontem, quinta-feira, dia 05, conforme os registros oficiais, o município tinha incríveis 327 focos, um número que assusta para uma cidade com pouco mais de 70 mil habitantes. Além disso, o município também teve seus casos da doença – duas pessoas tiveram dengue, mas são os chamados casos importados, adquiridos foram da cidade.

Aí a gente passa para o sarampo. O Brasil todo vive uma preocupação "inédita" sobre a doença. Desde o fim dos anos 90, o país não registrava mortes por sarampo. Quase 20 anos depois, em 2018, duas pessoas morreram. E aí começou um surto que atinge todo o país. Desde o começo do ano, quase 12 mil pessoas tiveram sarampo no Brasil. Em Concórdia, até ontem, eram 15 casos confirmados. 

O sarampo é altamente transmissível, é grave e pode matar. Uma pessoa infectada pode transmitir a doença para outras 18 pessoas. Já sobre a dengue, o município foi declarado infestado pelo mosquito, em abril deste ano. Concórdia também é um dos 11 municípios que apresentaram alto risco para transmissão de dengue, febre de chikungunya e zika vírus.

Concórdia não era estatística para situações como estas há tempos. Isso, pro si só, já demonstra que precisamos, com urgência, tomar medidas para evitar que os números negativos se expandam. Mas não é só esperar pelo poder público, que tem o dever de atuar e controlar a problemática. É a partir de nós mesmos. A culpa e a responsabilidade também é nossa.

A dengue, por anos se fala, é uma doença que basta um descuido para aparecer. O grande número de focos mostra que nós não prestamos atenção aos avisos e não cuidamos o suficiente da água parada em nossas casas ou nos lugares que frequentamos (o cemitério que o diga). É nosso papel estar alerta e vigilante. 

Já o sarampo... bem, dados comprovam que o não controle da doença, que já vive um surto, como anteriormente citado, está diretamente ligado à falta de comprometimento com a vacinação. A taxa de pessoas que se vacina é muito baixa. É preciso que pelo menos 95% da população esteja imunizada, e atualmente o Brasil está distante deste número. Quem nunca ouviu, nos últimos meses, pessoas fazendo campanha contra a vacinação, com diversas teorias conspiratórias de que elas servem até para um controle populacional ou de ativação de doenças?

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), conceituada instituição de pesquisa do Brasil, divulgou um estudo sobre a vacinação no país em que aponta a descrença no método e o desconhecimento das consequências da doença como principal motivo para a não vacinação. Pois é, por isso eu digo, repito, e falo novamente: a culpa dessa situação que vivemos também é nossa. Então, vamos à luta, que ela é de todos nós.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

17

Jan
Luan de Bortoli

Avante, Concórdia

Boas notícias no que diz respeito a infraestrutura concordiense nos últimos dias. São novidades que, em sua maioria, apontam para aquilo que sempre se espera de uma cidade, mas que nem sempre ocorre: o crescimento. Trata-se de visão de futuro para o...

Leia mais

10

Jan
Luan de Bortoli

​O risco iminente da dengue em Concórdia. Está na hora de nos preocuparmos mais

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 Achou...

Leia mais

03

Jan
Luan de Bortoli

​Queremos uma equação justa para os combustíveis

Contrariando o consumidor, o preço da gasolina (etanol e até o diesel) não para de subir nos últimos tempos em todo o país. A previsão era que em 2019, diferente do que ocorreu em 2018, o preço do produto seria de estabilidade ou baixa. Isso não...

Leia mais

27

Dez
Luan de Bortoli

Marcas do que se foi… (que ano louco, hein?)

O ano de 2019 está chegando ao fim. Para muitos, é um finalmente. Para muitos, é um período que não deixará saudade. Para muitos, é um ano considerado dos piores – pela intensidade de acontecimentos negativos. E não dá pra discordar, afinal, as...

Leia mais

20

Dez
Luan de Bortoli

​Será que agora vai?

Depois da polêmica envolvendo o governador de Santa Catarina e a SC-283, rodovia bastante importante que começa em Concórdia e se estende por várias cidades até Mondaí, um aceno positivo ocorreu nesta semana e deixa a população regional com esperança...

Leia mais