Rádio Rural AM 840

OPINIÃO

MARCOS FEIJÓ



Radiojornalista
Marcos Roberto Andriatta Feijó, 49 anos de idade - Natural: Porto Alegre. Radiojornalista (curso superior sequencial/UNC Concórdia) 31 anos de profissão. Narrador esportivo




​ECONOMIZE! DO SEU JEITO!

Valorize a grana, mas dinheiro foi feito pra...
Adicionado em 30/12/2019 às 17:12:43

Entre 2020 colocando tudo na ponta do lápis. A ideia de economizar não é a de cercear. Por exemplo: pode ser mais barato, mais em conta, almoçar fora do que fazer em casa. É você quem deve fazer esta conta. Vai de cada perfil. De cada um. Deixar o carro em casa, vai agregar na saúde com as caminhadas. A moto: esta é econômica e dá seus prazeres. Existem variáveis quando nos referimos sobre economia. Até mesmo gastar o que é possível, já que depois de morto a grana que você tem não será gasta por ti. Então, não é inteligente guardar tudo pra nada.


Pra que a maior TV do mundo, se há que quebrar parede para pô-la em casa. A que caiba no local já existente é a ideal. O tamanho da TV não vai mudar a qualidade de programação. Sorrirá ou chorará da mesma forma. Mas se eu comprar um baita aparelho, sei que ficarei em casa e não gastarei em mais nada de lazer. Ok! Perfil de cada um. Mas não mofa em casa, invista em cultura e entretenimento saudável. Isso é, sim, uma forma de economia. Leve sua família ao cinema, ao bar, ao futebol,  para mais tarde não precisar levá-la ao psicólogo.


Economizar. Hum! Gastar a metade e guardar a outra? Pode ser. Investir em plano de saúde? Claro, desde que você faça as prevenções. Aí uma ótima sacada: gastar em prevenções é economizar.



Bem, pegue o lápis, o papel e faça a sua alternativa de economia. Não vá deixar de usar o lápis, porque terá que apontá-lo e isso o desgasta.



Twitter: @MarcosRFeijó





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

30

Jun
Marcos Feijó

Não mais na minha geração

Duas obras para Concórdia, que particularmente tanto cobrei, e que não creio mais que as verei: a reforma do ginásio Silveirão e a calçada(passeio) entre o Guilherme Reich e o Nova Brasília, costeando a SC 390. A falta de força política é maior que o...

Leia mais

23

Jun
Marcos Feijó

Não perca a força!

A palavra “quebradeira” é até um pouco pejorativa, mas quero escrever a linguagem simples. Tenho falado com algumas pessoas que entendem de finanças e a maioria diz que a “dor de barriga” sequer chegou. O certo é que teremos que nos regenerar. Viver...

Leia mais

16

Jun
Marcos Feijó

APODRECEU!

Deu, acabou, vamos pra realidade, pra verdade, pra mais pura definição: a SC 283, entre Concórdia e Chapecó apodreceu. Isso mesmo: de apodrecer. Reforço o sentido da palavra porque a rodovia está podre.  Mas se você que uma rotulagem mais sutil:...

Leia mais

09

Jun
Marcos Feijó

Futebol retrô!?

Não parei para assistir, muito menos ouvir, retransmissões de partidas de futebol. Na verdade, por curiosidade, alguma coisa da Copa de 70 acabei vendo, mas bem pouco. A maioria dos cronistas diz que nos dias de hoje o futebol é mais valente, mais...

Leia mais

02

Jun
Marcos Feijó

Chega de retrucar!

“Tirar o dedo do gatilho”, por ora apenas uma metáfora. Custa cada um fazer um pouquinho do exercício de “afrouxar o pé do acelerador”?  Cada um pensar um pouco no todo. No futuro de nossos jovens? Parar com apologias perigosas em polarização...

Leia mais