Rádio Rural AM 840

OPINIÃO

MARCOS FEIJÓ



Radiojornalista
Marcos Roberto Andriatta Feijó, 49 anos de idade - Natural: Porto Alegre. Radiojornalista (curso superior sequencial/UNC Concórdia) 31 anos de profissão. Narrador esportivo




Não mais na minha geração

Larguei!
Adicionado em 30/06/2020 às 12:14:26

Duas obras para Concórdia, que particularmente tanto cobrei, e que não creio mais que as verei: a reforma do ginásio Silveirão e a calçada(passeio) entre o Guilherme Reich e o Nova Brasília, costeando a SC 390. A falta de força política é maior que o tempo de espera, então as duas coisas se confundem. Larguei! Deu! Cansei!
Após mais de uma década ouvindo lideranças sobre tais situações tenho a certeza que,  até  contactei um ou outro que sequer tem poder pra fazer algo, mas ouvi muitos bravateiros. Põe bravata nisso!

O Silveirão segue se deteriorando e as pessoas seguem disputando espaço com veículos na pista de rolamento entre um bairro e outro no Acesso Sul.  Assim, determinado pela falta de força política e de coisas mais. 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

28

Jul
Marcos Feijó

MAIS QUE BACANA

Concórdia é uma cidade nova, mas bem estruturada. Com um pouquinho mais de zelo seria quase perfeita. As pessoas trabalham muito por aqui, e quando sobra um tempo ajudam a manter limpeza e  reduzir a poluição visual. É ótimo viver em Concórdia....

Leia mais

21

Jul
Marcos Feijó

​ “Carteiraço”

Semanalmente estamos vivenciando fatos animalescos de “grandões”, aqui conhecidos também como “galos cinzas” fazendo o que bem entendem, mesmo com restrições. Vai do mais simples em não usar máscara até o mais complexo remetendo...

Leia mais

14

Jul
Marcos Feijó

Grito entalado

Barbaridade! Estou indignado. Querem mesmo jogar bola no pico da pandemia. Claro, compreendo sobre as questões contratuais, empregatícias, enfim, econômicas que giram no mundo do futebol. Pasmem, porém. Estão batendo cabeça, viajando pra lá e pra cá,...

Leia mais

07

Jul
Marcos Feijó

O material...

Vocês já pararam para perceber o tamanho do mundão? Já notaram quando viajamos olhando pela janela a imensidão de campos sem fim? Pois a grande maioria de nós vive a viva toda por um pedacinho de chão, talvez uma média de 450 metros quadrados e a sua...

Leia mais

23

Jun
Marcos Feijó

Não perca a força!

A palavra “quebradeira” é até um pouco pejorativa, mas quero escrever a linguagem simples. Tenho falado com algumas pessoas que entendem de finanças e a maioria diz que a “dor de barriga” sequer chegou. O certo é que teremos que nos regenerar. Viver...

Leia mais