Rádio Rural AM 840

OPINIÃO

PAULO GONÇALVES



Jornalista
Paulo Sérgio Gonçalves, radialista e jornalista. Formado em Letras Português/Inglês pela Unoesc/Joaçaba, Pós-graduado em Comunicação, Informação e Cultura pela UnC-Concórdia e formado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo pela UnC-Concórdia.




A queda do Galo do Oeste
Adicionado em 29/03/2018 às 09:25:45

A confiança é uma das essências do futebol e qualquer outro esporte. Sem ela, o desempenho fica comprometido. A confiança só acontece com as vitórias. O Galo do Oeste, agora rebaixado para a 2ª Divisão, ficou 11 jogos sem vencer. A cada tropeço, a desconfiança aumentava e o nível de confiabilidade no potencial do time despencava.

Percebia-se nas entrevistas de dirigentes que entusiasmo das primeiras rodadas estava em franco declínio. No primeiro turno, o Concórdia Atlético Clube chegou a figurar entre os cinco melhores do estado.Entretanto, o returno foi desastroso. Os resultados não vieram e o Galo não apresentava forças para reagir.

Acompanhei a cobertura da equipe de esportes da Rádio Rural e da Rádio 96 em todos os jogos e percebi que, em nenhum momento, faltou luta, entrega e mobilização do grupo de jogadores e da diretoria. Mas, o futebol (sem vitórias) gera desânimo, pressão e incertezas. Quando um time acumula dez jogos sem vitórias, fica difícil para o torcedor, para o próprio grupo de jogadores, dirigentes e comissão técnica acreditarem que o caminho percorrido é o caminho certo.

A sequência de insucessos fez com que o Galo sucumbisse e tivesse na partida decisiva contra o Hercílio Luz o mínimo de perspectivas de permanecer na 1ª Divisão. O rebaixamento foi uma consequência de uma campanha pífia do returno.

Todas essas observações fazem parte do futebol. A queda para a 2ª Divisão não pode representar o fim, mas, deve servir de aprendizado. A eficiência demonstrada fora de campo pela direção do Galo não foi traduzida em resultados dentro de campo. Isso demonstra que é preciso avançar nas próximas composições de grupos de jogadores. Por fim, é momento de reavaliar, erguer a cabeça e seguir em frente. O futebol de Concórdia é feito por pessoas abnegadas, gente que se doa para garantir que a cidade tenha essa representatividade esportiva. Portanto, mais do que criticar, é preciso apoiar e sugerir. O trabalho precisa ter continuidade.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

06

Jul
Paulo Gonçalves

Rural e 96 antecipam quadro eleitoral no Alto Uruguai

As Eleições Municipais estão marcadas para o dia 15 de novembro. Com isso, as siglas terão mais tempo para as definições. O departamento de jornalismo da Rádio Rural e da Rádio 96 antecipa um possível quadro eleitoral na região. Em alguns municípios,...

Leia mais

29

Jun
Paulo Gonçalves

Coronavírus: A estabilidade nos casos não pode ser confundida com relaxamento

Há alguns dias, têm-se observado uma certa estabilidade no número de casos de Coronavírus no Alto Uruguai. Aparentemente, em Concórdia, também estamos caminhando para isso. Essa redução dos casos significa que as pessoas (em algum momento) ...

Leia mais

22

Jun
Paulo Gonçalves

Começa a cobertura da Rural nas Eleições

O jornalismo da Rural e da 96 iniciou nesta segunda-feira, dia 22, uma série de entrevistas com os presidentes de partidos políticos de Concórdia. O conteúdo está sendo disponibilizado no site da emissora, no Programa Visão Geral e na fanpage da...

Leia mais

15

Jun
Paulo Gonçalves

Eleições 2020: É preciso se preparar e fazer a leitura dos cenários

A pandemia do coronavírus ainda é um tema predominante no Brasil e em todo o mundo. A saúde será por um logo tempo o foco dos debates. Entretanto, no Brasil, especificamente, estamos em um ano de Eleições Municipais. Nos bastidores, as siglas...

Leia mais

08

Jun
Paulo Gonçalves

A pandemia e as mudanças de rotinas, comportamentos e até linguagem

O estrangeirismo da linguagem há tempos deixou de ser uma novidade no Brasil. É muito comum observarmos vocábulos estrangeiros incorporados à nossa Língua Portuguesa, como se já fizessem parte dela.   A pandemia do coronavírus, que atinge...

Leia mais