Rádio Rural AM 840

OPINIÃO

PAULO GONÇALVES



Jornalista
Paulo Sérgio Gonçalves, radialista e jornalista. Formado em Letras Português/Inglês pela Unoesc/Joaçaba, Pós-graduado em Comunicação, Informação e Cultura pela UnC-Concórdia e formado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo pela UnC-Concórdia.




Protestos: É hora de refletir
Adicionado em 28/05/2018 às 11:08:49

Os protestos dos caminhoneiros nas estradas brasileiras ganhou o apoio de grande parte da sociedade. As reivindicações são legítimas, afinal, os aumentos abusivos nos preços dos combustíveis trazem enormes dificuldades não somente para esse setor, mas para a sociedade em geral.

Muitas entidades e empresas se somaram às mobilizações dos caminhoneiros, comprovando que os brasileiros não suportam mais desmandos e injustiças. Neste momento, a classe dos caminhoneiros está sendo reconhecida pela importância que tem para o desenvolvimento do país.

O Governo Federal, que tanto tem falhado em sua política de fixação de preços dos combustíveis, formulou uma proposta um pouco mais descente para a categoria: a redução de 0,46 centavos no preço do óleo diesel e o congelamento do valor por 60 dias ainda não é aquilo que os caminhoneiros merecem, mas, inegavelmente, houve alguns avanços.

Por fim, é necessário que o Governo Federal estude, imediatamente, uma nova política para a fixação de preços dos combustíveis, evitando esse clima de instabilidade provocado pelos constantes aumentos. A luta dos caminhoneiros é plausível e não para por ai. Todavia, em se tratando de região Oeste de Santa Catarina, chegou a hora de refletir sobre os impactos de um eventual prolongamento dessas paralisações.

O Oeste tem uma característica diferente de outras regiões. A base da nossa economia é o setor agroindustrial, ou seja, a produção de alimentos. É preciso ter cuidado para não colocarmos em xeque a nossa produção, gerando novas desconfianças do mercado internacional. O nosso produto requer um cuidado especial e os animais que produzimos e exportamos precisam de uma alimentação adequada. Precisamos evitar a mortandade de animais e o canibalismo, consequências extremas que podem ameaçar as importantes conquistas sanitárias e econômicas que tivemos ao longo da história. Esse é um tema que merece uma profunda reflexão.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

06

Jul
Paulo Gonçalves

Rural e 96 antecipam quadro eleitoral no Alto Uruguai

As Eleições Municipais estão marcadas para o dia 15 de novembro. Com isso, as siglas terão mais tempo para as definições. O departamento de jornalismo da Rádio Rural e da Rádio 96 antecipa um possível quadro eleitoral na região. Em alguns municípios,...

Leia mais

29

Jun
Paulo Gonçalves

Coronavírus: A estabilidade nos casos não pode ser confundida com relaxamento

Há alguns dias, têm-se observado uma certa estabilidade no número de casos de Coronavírus no Alto Uruguai. Aparentemente, em Concórdia, também estamos caminhando para isso. Essa redução dos casos significa que as pessoas (em algum momento) ...

Leia mais

22

Jun
Paulo Gonçalves

Começa a cobertura da Rural nas Eleições

O jornalismo da Rural e da 96 iniciou nesta segunda-feira, dia 22, uma série de entrevistas com os presidentes de partidos políticos de Concórdia. O conteúdo está sendo disponibilizado no site da emissora, no Programa Visão Geral e na fanpage da...

Leia mais

15

Jun
Paulo Gonçalves

Eleições 2020: É preciso se preparar e fazer a leitura dos cenários

A pandemia do coronavírus ainda é um tema predominante no Brasil e em todo o mundo. A saúde será por um logo tempo o foco dos debates. Entretanto, no Brasil, especificamente, estamos em um ano de Eleições Municipais. Nos bastidores, as siglas...

Leia mais

08

Jun
Paulo Gonçalves

A pandemia e as mudanças de rotinas, comportamentos e até linguagem

O estrangeirismo da linguagem há tempos deixou de ser uma novidade no Brasil. É muito comum observarmos vocábulos estrangeiros incorporados à nossa Língua Portuguesa, como se já fizessem parte dela.   A pandemia do coronavírus, que atinge...

Leia mais