Rádio Rural AM 840

OPINIÃO

EDERSON VILAS BOAS



Jornalista
Éderson Carpeggiani Villas Bôas
Jornalista formado pela UnC Concórdia em 2007
Repórter do Departamento de Jornalismo da Rádio Rural
Repórter Esportivo da Rádio Rural
Comunicador da Rádio 96 FM




Radialista e Bombeiro: duas profissões que podem mudar a vida das pessoas

Orgulho por fazer parte das duas categorias que auxiliam a comunidade de forma ativa.
Adicionado em 07/11/2019 às 09:54:36

Esta semana está sendo especial por dois motivos. Hoje, quinta-feira, é dia do radialista. Essa profissão que escolhi, sem querer, no início dos anos 90 e que fez eu me apaixonar por ela. Eu explico a expressão “sem querer”. Nunca me imaginei trabalhando em uma emissora de rádio, mas após um convite de um amigo para aprender a trabalhar como operador de áudio vim até a Rádio Rural. Sem achar que daria certo, me apresentei para o gerente (Clélio Dal Piaz), mas como imaginei não fechou o “brique”. Uma semana depois recebi uma ligação e a boa notícia de que passei na seleção e fui convidado a aprender.

Aí veio a segunda parte que foi ser locutor. Se já não acreditava que trabalharia em rádio, imagina sendo comunicador? Pois bem, cá estou eu. Curiosamente, neste mês, completo 26 anos de profissão. Fui operador de som na rádio 96, depois Rural, aí veio as oportunidades na reportagem esportiva, locução na 96, reportagem geral, técnico de externa, apresentação de programa na Rural, no jornalismo... Não posso deixar de citar as passagens que tive em Bento Gonçalves (Rede Serrana) e Joaçaba (Rádio Catarinense) que me fizeram crescer como profissional. Amo essa profissão. Foram tantas dificuldades, mas tantas emoções e momentos felizes, como em 2018, quando recebi o Prêmio Acaert como melhor Repórter Esportivo.



Parabéns Bombeiros


Mudando a “chavinha”, o outro motivo desta semana ser especial é o aniversário de 40 anos dos Bombeiros Voluntários de Concórdia. Essa é uma outra paixão, desde quando a corporação era em frente a minha casa, na Garagem da prefeitura no Guilherme Reich (foto), no início dos anos 80. Gostava tanto daquilo que ia todos os dias lá pra ficar perto das viaturas.


O tempo passou, surgiram oportunidades para entrar na corporação, mas os afazeres como Rádio, Faculdade, Família, fez a vontade ser postergada. Mas, eis, que em 2015, tudo aconteceu e iniciei nesta que é uma das grandes paixões, por poder auxiliar a população de forma voluntária. Uma vez me perguntaram porque essa vontade? Eu respondi: “Um dia perdi uma pessoa importante na minha vida que foi minha mãe. E durante a enfermidade, por muitas vezes, os bombeiros auxiliaram no atendimento. Desta forma eu escolhi pra agradecer o carinho que sempre tiveram e pra poder ajudar outros que estão na mesma situação de saúde”.



Ontem a corporação de Concórdia completou 40 anos. Tenho orgulho de fazer parte desta história.


Radialista e Bombeiro são duas profissões que podem mudar a vida das pessoas e sou grato a Deus por conseguir conciliá-las.
















 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

09

Jul
Ederson Vilas Boas

​Até onde vai a tolerância do ser humano?

Desde pequeno nós queremos “ser alguém”. Muitos querem ser super-heróis, policiais, bombeiros, advogados, Juiz, jogador de futebol. Muitos não conseguem seguir o desejo, mas isso não os difere daqueles que conseguiram “ser...

Leia mais

18

Jun
Ederson Vilas Boas

​Negra… Pobre… Mulher, mas digna

Acompanho muito as redes sociais. Tem tanta coisa fútil por aí, que dá vontade de escrever m#&%. Mas respeito todas as declarações, manifestações. Por falar em respeito, ou a falta dele, nestes últimos tempos, temos acompanhado um bombardeio de...

Leia mais

11

Jun
Ederson Vilas Boas

​Não baixe a guarda, muitos precisam de você

Nos últimos dias os números do Coronavírus diminuíram em Concórdia. Eu, particularmente, fico feliz com isso. Mas não é o momento para baixarmos a guarda. Não é o momento para entender que a doença diminuiu. Os números, sim, diminuíram, mas a doença...

Leia mais

04

Jun
Ederson Vilas Boas

​Vai Passar… Tudo vai passar

Cada dia que vejo o número de curados da Covid-19, em Concórdia, eu comemoro. Muito por ter passado por essa temível doença. Por saber a dificuldade que é a recuperação. Hoje, o município tem 867 curados e isso é magnífico. Nos últimos três dias...

Leia mais

14

Mai
Ederson Vilas Boas

​O apoio aos doentes e sintomáticos é fundamental tanto quanto remédio

Não sei nem como iniciar o texto de hoje. Os últimos dias têm sido punk. Não estão sendo fáceis! O afastamento, o isolamento é até mais pesado que os sintomas da doença e a recuperação. Mas o que nos ajuda e nos faz voltar para o caminho é a força...

Leia mais