Rádio Rural AM 840

OPINIÃO

EDERSON VILAS BOAS



Jornalista
Éderson Carpeggiani Villas Bôas
Jornalista formado pela UnC Concórdia em 2007
Repórter do Departamento de Jornalismo da Rádio Rural
Repórter Esportivo da Rádio Rural
Comunicador da Rádio 96 FM




Derrota do Galo foi doída… Agora a pressão vai pegar

Nos próximos três jogos, Concórdia faz mais dois fora de casa.
Adicionado em 23/01/2020 às 08:06:03

A derrota do Concórdia para o Criciúma seria normal se não fosse como foi. Perder para o Tigre, ainda mais fora de casa é algo que não se pode lamentar. O problema é que o Galo jogou melhor o primeiro tempo, jogou melhor boa parte do segundo tempo e foi derrotado na pressão do adversário.

O que me preocupa é que a partir de agora a nossa sequencia é dura. Sábado contra a Chape, em casa e os dois jogos seguintes fora, contra Marcílio Dias e Joinville. Ou seja, ou vence, ou vence, o clássico. Um empate já não nos ajuda. Porque numa projeção que se faz, por ter só quatro jogos em casa, necessita fazer os 12 pontos. Aí é que está, pois das partidas no Domingos Machado de Lima, três é contra os favoritos, na minha opinião hoje: Chapecoense, Figueirense, Avaí. O outro, aqui em Concórdia é o Tubarão.

Vejo nosso campeonato ser contra Marcílio Dias, Tubarão e Juventus. O Brusque está num patamar a cima, mesmo tendo perdido na estreia. Tem mais investimento e vai brigar na parte de cima. O ruim foi a vitória do Marcílio, que jogará em casa contra o Concórdia.

Sobre a equipe, senti um bom time até que aguentou. Depois que sentiu a parte física (isso é normal devido a pré-temporada), aí valeu a experiência e a pressão do Criciúma por jogar em casa. O que falta é um atleta pra jogar ao lado de Moisés que, neste momento, é o diferencial do time. Nos falta também um criador, pois os nossos atacantes tem que receber a bola para a chance de conclusão.

Torcida será importante

A torcida vai ter que abraçar o time porque a nossa meta é terminar em 8º lugar. Falo isso, pois quero a permanência. O resto não me interessa, nesse momento. Uma nova queda seria trágico para um futuro projeto no futebol profissional tanto para o clube, patrocinadores, apoiadores, torcedores e, principalmente, os diretores que desanimariam. A permanência oxigena o trabalho.

Quero ver todos no Estádio sábado. O torcedor da Chape promete lotar o espaço destinado a eles. Todos tem que estar engajados e empolgados, pois pode ser um clássico pra incentivar, pra recuperar o time na competição .



Foto: Thiago Hockmüller





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

26

Mar
Ederson Vilas Boas

​O tempo do Decreto nos fez bem

Vou falar do Coronavírus, mas prefiro não entrar em bola dividida sobre política ou do que pode ou não atender. Prefiro falar sobre a vida, num momento que muitos estão com medo de perdê-la. É difícil lidar com algo que a gente não vê. Só sabemos...

Leia mais

19

Mar
Ederson Vilas Boas

​Inacreditável

Nos meus mais de 40 anos de vida e mais de 20 militando na imprensa, não imaginaria, um dia, ver a cidade, num dia que seria normal, com o comércio fechado. Sem ninguém. As ruas hoje pela manhã estavam desertas. Claro, sem o trânsito normal de uma...

Leia mais

12

Mar
Ederson Vilas Boas

​Chegou a hora do Galo cantar e permanecer na Série A

Quero falar hoje de esporte, sair um pouco do lado “romântico” e falar no que eu mais entendo. Na verdade escrevo outros temas, porque quando meus dedos ficam nervosos no computador e o “Tico e o Teco” funcionam eu gosto de escrever. Mas o esporte é...

Leia mais

05

Mar
Ederson Vilas Boas

​Todos os dias devemos reverenciar a Mulher

Quando era criança ouvia a frase: “Em mulher não se bate nem com uma flor”. Infelizmente não é isso que acontece hoje em dia e, aquela frase, ficou para trás, mesmo não devendo ser. Nos últimos tempos, nós que trabalhamos com notícias,...

Leia mais

27

Fev
Ederson Vilas Boas

​A Hashtag que nos emocionou

Não teve como não se emocionar com as homenagens feitas nas redes sociais, desde a última sexta-feira, para os pais de Concórdia que perderam o filho de forma trágica, após se acidentar em um balanço, no parque infantil, no bairro Floresta. A cada...

Leia mais