ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




BLOG DOS COLUNISTAS

Jornalista
Radiojornalista
Jornalista
Repórter Polícial

SIMONE VIEIRA


Jornalista
Formada em Comunicação Social - Radialismo (Unoesc/Joaçaba). Formada em Jornalismo (UnC/Concórdia). Pós-Graduada em Análise, Escritura e Reescritura Textual (URI/Erechim). Pós-graduada em Marketing e Vendas pela FACC. Cursando Direito pela FACC.



Câncer no Intestino
Adicionado em 16/04/2019 às 08:15:18

Conforme informações do Ministério da Saúde, o Brasil registra, a cada ano, 36,3 mil novos casos de câncer de cólon e reto (também chamado de câncer do intestino ou colorretal).

Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) é o terceiro tipo de câncer mais frequente em homens e o segundo entre as mulheres. Para descobrir o câncer colorretal recomenda-se que pessoas acima de 50 anos façam, anualmente, o exame de sangue oculto nas fezes.

Para fazer o exame, basta procurar um ambulatório, posto ou centro de saúde mais próximo para que um médico faça a solicitação. Alguns sintomas do câncer colorretal merecem atenção, segundo o Inca: sangue nas fezes; alteração do hábito intestinal (diarreia e prisão de ventre alternados); dor ou desconforto abdominal; fraqueza e anemia; perda de peso sem causa aparente; alteração na forma das fezes (fezes muito finas e compridas); e massa (tumoração) abdominal.

Os principais fatores de risco relacionados ao câncer do intestino são:

Idade igual ou acima de 50 anos
Excesso de peso corporal
Alimentação não saudável (pobre em frutas, vegetais e fibras)
Consumo de carnes processadas
Ingestão excessiva de carne vermelha (acima de 500 gramas por semana)
História familiar ou pessoal de câncer de intestino
História pessoal de câncer de ovário, útero ou mama
Tabagismo
Consumo de bebidas alcoólicas
Doenças inflamatórias do intestino (como retocolite ulcerativa crônica e doença de Crohn)
Doenças hereditárias, como polipose adenomatosa familiar e câncer colorretal hereditário sem polipose
Exposição à radiação ionizante, como aos raios-X e gama

Prevenção

A alimentação saudável é uma arma contra o câncer do intestino. Portanto, deve-se buscar a ingestão de alimentos in natura ou minimamente processados. Isso inclui o consumo de frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, grãos e sementes.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






© - Ideia Good - Soluções para Internet