Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Carnaval

Carnaval de Concórdia não terá disputa

As agremiações terão um número mínimo de componentes, que deve ser de 50 pessoas.

Por Luan de Bortoli
16/01/2017 às 08h43 | Atualizada em 17/01/2017 - 09h48

Com menos recursos e ainda correndo contra o tempo para se organizar, as escolas de samba de Concórdia deverão fazer um Carnaval diferente em 2017. Não só pela redução de recursos, que vai refletir em desfiles menos luxuosos, mas também pela forma de apresentação. É que neste ano, em função destas reduções, as agremiações entrarão na avenida do samba sem disputar, ou seja, serão apenas apresentações.

A decisão foi oficializada na última sexta-feira, dia 13, em reunião que reuniu a Liga Independente das Escolas de Samba de Concórdia (LIESC) e a direção das três escolas – Matriz do Samba, Império Guerreiro e Unidos da Alegria. Apesar de as regras não terem sido alteradas, algumas ficaram em abertas. Por exemplo, as agremiações terão um número mínimo de componentes, que deve ser de 50 pessoas. Também não deverá haver obrigatoriedade de carros alegóricos.

Os desfiles vão ocorrer em apenas uma noite, diferente das vezes anteriores, em que os desfiles eram em duas noites. Segundo o presidente da LIESC, Neuri Garghetti, ficou definido que a apresentação será no dia 26, no Parque de Exposições, conforme a emissora já havia informado. “Na reunião a gente pode notar a união que existe entre as escolas. Mesmo com todas as dificuldades, as escolas vão para a avenida”, reitera o presidente.

A intenção do Carnaval neste ano é evitar que o evento perca força. “Vai ser para deixar a chama acesa”, diz Garghetti. A ideia é gastar o mínimo possível para que a maior parte dos recursos a serem recebidos da administração municipal sejam utilizados para o Carnaval do ano que vem, que deverá voltar a ter desfiles disputados.





01 COMENTÁRIO - Deixe também o seu Comentário



PAULO comentou em 16/01/2017 as 21:51:29
concordo 100%




VEJA TAMBÉM