Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Caminhoneiros

Caminhoneiros decidem pelo fim dos protestos na região

Em estados como Rio Grande do Sul e Mato Grosso o protesto se mantém.

Por Luan de Bortoli
19/01/2017 às 09h12 | Atualizada em 19/01/2017 - 17h21

Em reunião no início da noite desta quarta-feira, dia 18, os caminhoneiros da região decidiram por não mais realizar protestos. Em duas oportunidades a classe iniciou mobilizações, mas não teve a duração esperada, frustrando aqueles que pretendiam fazer uma grande manifestação. Em estados como Rio Grande do Sul e Mato Grosso o protesto se mantém.

De acordo com Tomaz Lisboa, caminhoneiro líder do movimento em Irani, um grupo se reuniu no fim da tarde para discutir a continuidade ou não do protesto. A maioria optou por não parar e seguir viajando normalmente. A decisão, segundo Lisboa, causou revolta no grupo que optava por protestar. Entre as causas para a desmobilização está a falta de um resultado mais efetivo nos protestos passados.

Em Santa Catarina, o primeiro foco de manifestação da classe aconteceu em Irani na tarde de terça-feira, dia 17. Um grupo de caminhoneiros parou por algumas horas naquele dia. Na quarta-feira, dia 18, havia expectativa de que o protesto fosse maior já a partir das primeiras horas da manhã. No entanto, o único foco de paralisação foi durante a tarde, por cerca de uma hora.

Nos estados como Rio Grande do Sul e Mato Grosso o protesto deu certo e dua vários dias. Em MT, por exemplo, a classe deve se reunir com o governo do estado para discutir sobre tabelamento do frete, que é uma das reivindicações da classe em todo o país. Em SC, segundo Lisboa, isso deve demorar a acontecer pela desmobilização da classe. Ainda segundo ele, não há mais previsão de protesto em Irani.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM