Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Carnaval

Carnaval de Concórdia deverá voltar a ter disputa em 2018

Evento deve continuar no Parque de Exposições.

Por Luan de Bortoli
01/03/2017 às 08h05 | Atualizada em 02/03/2017 - 08h01

Passado aquele que foi considerado um dos carnavais mais complicados dos últimos tempos em função da crise econômica, a Liga Independente das Escolas de Samba de Concórdia (LIESC) já vive as expectativas da próxima edição da festa do momo, aí com a volta da competição tradicional. Os desfiles, sem disputa, ocorreram na noite do último domingo, dia 26, no Parque de Exposições, e reuniram cerca de três mil pessoas. 

Na avaliação do presidente da Liesc, Neuri Garghetti, mesmo sem todo o investimento dos anos anteriores, a festa surpreendeu e superou as expectativas dos organizadores. “A gente comprova que a nossa ida pro parque com o tempo ia melhorar. As expectativas foram superadas em termos de público e desfile. Não teve a disputa pelo título, mas a rivalidade entre as escolas existe, é mais ou menos como o GreNal,” comemora ele.

Apesar de paciente, o presidente da Liga já aposta na volta do Carnaval com disputa, classificação e premiação para o próximo ano. O assunto apenas deverá ser tratado depois da quaresma, segundo ele próprio. Mas já houve, ainda em reuniões antes do carnaval, uma conversa com o prefeito Rogério Pacheco de que a próxima edição da festa deverá ter mais investimentos, como em anos anteriores. Com isso deve voltar também a realização dos desfiles em duas noites.

A tendência para o próximo ano também é que os desfiles do Carnaval de Concórdia continuem no Parque de Exposições. Segundo Garghetti, a cada ano o público vai aumentando pois se acostuma com o novo local de apresentação. “A gente saiu do centro, perdeu o charme da avenida, do público. Mas aos poucos a gente retoma. E com a com a qualidade das escolas, o público volta”, comenta. Ele acrescenta que lá há mais segurança, melhor estacionamento e facilita a logística das escolas.

Em se tratando de melhorias ou mudanças para o evento em 2017, um dos objetivos é o retorno das arquibancadas e dos camarotes, que foram suprimidos neste ano em função do pouco investimento disponível. “A gente gostaria de retornar, mas é um projeto que temos que analisar. Se a gente tiver dinheiro pra isso, certamente vamos fazer. Primeiro temos que ir atrás dos recursos”, explicou ele.

Quanto ao Carnaval de Salão, que foi uma novidade neste ano, cuja a entrada foi gratuita, o presidente da Liga também comemora. Ele diz que a festa deu certo e deverá retornar no próximo ano. “A gente não teve nenhum incidente, inclusive roubo, até onde a gente sabe, não houve nada disso. Certamente [volta no ano que vem] e a gente agora analisa a questão da data, vem talvez para o sábado para ter um pouco mais de público”, finaliza.






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM