ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


GERAL

Reparo da SC-283, em Concórdia, está paralisado
Motivo pode ser falta de recursos.


Por Luan de Bortoli
Em 01/03/2017 - 08h13 - Atualizada em 02/03/2017 - 07:02



Segue parada há cerca de duas semanas a obra de reparo da SC-283, na região da bica d´água, em Concórdia. O trabalho, que iniciou ainda em 12 de dezembro do ano passado, está na reta final, há poucos dias da conclusão. O reparo acontece porque em 2014 a rodovia foi severamente afetada pelas chuvas de junho e julho e o tráfego oferecia riscos aos usuários.

A reportagem manteve contato com a empresa Britter Rodovias, responsável por realizar o trabalho, que confirmou a interrupção das atividades. No entanto, ninguém informou oficialmente a razão para a parada. Extraoficialmente se fala em falta de recursos. Segundo a equipe da empresa ainda não há uma data para a retomada da obra, mas pode ser que isso ocorra ainda nesta semana.

Os trabalhos, apesar de atrasados, estavam na reta final. Mais de 50% da pavimentação já havia sido concluída, bem como todo o trabalho de proteção e reparo do local da rodovia que cedeu há três anos. Resta agora, segundo o engenheiro, a conclusão da colocação da massa asfáltica, e os ajustes finais, como sinalização, pinturas e canaletas nas margens da rodovia.

O reparo da rodovia foi anunciada em abril do ano passado, dentro de um pacote de melhorias nas estradas afetadas pelas chuvas. A ordem de serviço foi assinada em agosto. O início do trabalho foi adiado algumas vezes. Houve promessa para o reparo começar em setembro, em outubro e em novembro. Depois que iniciou, em dezembro, a promessa era de conclusão para cerca de um mês. A obra já está prestes a completar três meses.



02 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



Jânio Massa comentou em 01/03/2017 as 16:06:37

No caso o que olham no momento da aprovação da empresa que faz uma obra é se ela ta com os impostos em dia, ninguém se preocupa se ela vai ter dinheiro para fazer o que foi contratada, pois as prefeituras só pagam depois da obra concluída, dai vai que a empresa, como parece ser o caso, não tem dinheiro para fazer o que foi contratada? Deveria antes ser visto se a empresa tem condições financeiras de fazer algo, pensa se esta empresa esta com alguma obra grande parada, que ali não era muito caro.
Nestor Plaumann comentou em 01/03/2017 as 16:02:04

O texto fala do trecho da "Bica d'água, mas a foto é perto do CTG em Seara! Vai entender!!



© - Ideia Good - Soluções para Internet