ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


CONCÓRDIA

Compartilhamento da Tancredo Neves tramita na Câmara de Vereadores
Deliberações nesta semana.


Por Marcos Feijó
Em 20/03/2017 - 08h22 - Atualizada em 20/03/2017 - 15:18



Deram entrada, nas últimas horas,  no Legislativo concordiense, três projetos do Executivo que passam agora pelo parecer jurídico e nas comissões responsáveis. Um deles trata do repasse de R$ 675 mil para a corporação dos bombeiros voluntários, como previsto na Lei Orçamentária Anual.

Outro trata do uso compartilhado da ciclofaixa na rua Tancredo Neves. A intenção, ainda sem o debate, é que de segunda a sexta das 07h30 às 18h30 e aos sábados das 07h30 às 12h30, a ciclofaixa seja usada para estacionamento de veículos automotores. Fora desse horário e aos domingos e feriados será para o trânsito de bicicletas e outros meios não motorizados.

E o terceiro trata da ampliação do cemitério no distrito de Santo Antônio. As sessões serão de segunda a quinta desta semana sempre a partir das 18 horas. 

O presidente da Câmara,  Artêmio Ortigara, fala sobre o tramite do projeto sobre o uso compartilhado na Tancredo (OUÇA abaixo),

Escute o áudio desta notícia:




02 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



Mônica Pellegrin Mater Maioli Lanziotti comentou em 23/03/2017 as 12:54:20

O Plano de Mobilidade Urbana do município de Concórdia caracteriza a infraestrutura do sistema cicloviário como uma alternativa aos deslocamentos urbanos, logo, tal infraestrutura, legalmente, não deve ter seu uso alterado, compartilhado, assim como restrito a horários alternativos. Essa prática de deslocamento não pode ser interpretada somente como alternativa ao lazer. É dever do poder público garantir a mobilidade, acessibilidade e desenvolvimento urbano sustentável do município.
Thiago comentou em 22/03/2017 as 19:53:00

A alteração do uso da Ciclofaixa da rua Tancredo Neves vai contra o plano de mobilidade municipal, esse enviado ao Governo Federal e aprovado pelo Ministério das Cidades, caso aprovado esse "projeto de lei" a verba para a implementação do Plano de Mobilidade, disponibilizada pelo Governo Federal, deverá ser extinta.... Possivelmente o Ministério Publico terá que intervir para que a cidade de Concórdia siga implantando estrutura para os modais não motorizados.

VEJA MAIS



© - Ideia Good - Soluções para Internet