ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


CONCÓRDIA

Fumdema planeja limpeza no Rio dos Queimados
Fundação constou a necessidade de suprimir a vegetação que está dentro do leito do rio


Por Luan de Bortoli
Em 09/05/2017 - 08h31



Deixar o leito (canal) do Rio dos Queimados livre, para que em caso de grandes precipitações, ele tenha liberdade de fluxo e não transborde. Essa é uma das preocupações da Fundação Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Fumdema), que constatou a necessidade de supressão da vegetação, que cresce dentro do rio, e fez alguns encaminhamentos para ter a autorização de limpeza. A ação ainda não tem data definida, pois depende de uma licença emitida pela Fundação de Meio Ambiente (FATMA), que já sinalizou positivamente quanto à autorização.
 
O superintendente da Fumdema, Gilberto Romani, informa que depois de constatada a necessidade de "uma limpeza" no Rio dos Queimados, que neste primeiro momento contempla somente a supressão da vegetação, a Fundação reuniu as entidades ligadas área para expor a situação, sendo que todos concordaram com a importância da ação. Num segundo passo, a Fumdema tratou com a FATMA sobre as possibilidades do trabalho, já que se faz necessária a licença para "mexer" no leito do rio, indiferentemente se a vegetação a ser suprimida é de pequeno ou grande porte. "Tivemos uma sinalização positiva e agora vamos aguardar a autorização para realizar o serviço", destaca Romani.
 
A Fumdema solicitou dois tipos de licença. Uma autoriza a supressão da vegetação, que será realizada de forma braçal. Para um segundo momento, foi solicitada a licença para assoreamento, que significa retirar do leito tudo que foi se acumulando com o tempo, como entulhos, terra, pedras, galhos, dentre outros. Neste caso, a licença autoriza o trabalho com máquinas dentro do leito. Como a Fumdema depende da emissão das licenças, ainda não há uma previsão de data para iniciar os trabalhos.


Fonte: Assessoria / Prefeitura




02 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



sergio polina comentou em 11/05/2017 as 10:49:59

Desde a primeira enchente em 1.983, pois minha família e eu com a empresa fomos muito, atingidos durante estes anos todos, na época eu já coloquem para um cidadão hoje deputado, que a solução seria afundar o rio. Em uma reunião no clube 29 de júlio, após uma destas enchentes, la ficamos sabendo que o projeto inicial o tamanho do canal foi feito bem menor do que estava neste projeto, se tivesse sido feito certo, nossa cidade não teria os problemas que houveram.
Paulo Pucci comentou em 10/05/2017 as 07:57:49

Se a população fosse mais educada talvez não precisasse fazer limpeza do rio com tanta frequência, jogam de tudo dentro dele.

VEJA MAIS



© - Ideia Good - Soluções para Internet