ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


CONCÓRDIA

Reajuste do combustível não será repassado ao consumidor
Gasolina já aumentou quase 9% nos últimos meses.


Por Luan de Bortoli
Em 11/10/2017 - 07h53 - Atualizada em 11/10/2017 - 10:24



Foi anunciada na última segunda-feira, dia 09, novas mudanças no valor dos combustíveis. Dentro da nova política de preços, a Petrobrás fez o anúncio de alta de 1,5% na gasolina, e de baixa, de 1,3%, no diesel. No entanto, desta vez o consumidor não terá muito do que reclamar, a não ser do alto valor que o produto está. É que o reajuste não deverá ser alterado na bomba.

Conforme o coordenador do núcleo de postos da ACIC, Armi Parisenti, o reajuste anunciado no início da semana só vai ser aplicado pela Petrobrás na refinaria. Os postos de combustíveis não deverão repassar para os clientes a diferença porque as frequentes altas e baixas das últimas semanas estão se compensando, sem haver a necessidade de mexer nos valores.

Mas vale ressaltar que no mês de setembro, os preços dos combustíveis, em Concórdia, fecharam com as maiores médias da série histórica, desde o ano de 2001, conforme dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Em Concórdia, o preço da gasolina fechou com média de R$ 4,02, enquanto que o diesel chegou a R$ 3,12.

A mudança faz parte da política da estatal anunciada em junho, que permite reajustes diários no preço das refinarias para equipará-los aos do  mercado internacional. Desde então, houve aumento de 8,6% na gasolina e 13,6% no diesel pago pelos distribuidores, segundo os dados da Petrobras. A alta na gasolina foi o principal impacto na inflação de setembro, de acordo com o IBGE.




01 COMENTÁRIO - Deixe também o seu Comentário



Nicolas comentou em 11/10/2017 as 09:04:03

Claro, não aumenta agora porque já aumentaram antes.



© - Ideia Good - Soluções para Internet