ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


CONCÓRDIA

Sessão polêmica: após discussões, substitutivo do projeto do comércio é rejeitado
Bancada do PT, agora, apresenta emenda e votação será na segunda-feira.


Por Luan de Bortoli
Em 01/12/2017 - 08h04 - Atualizada em 02/12/2017 - 17:51



Uma das sessões mais polêmicas dos últimos meses começou às 07h30 desta sexta-feira, dia 1º de dezembro, com casa cheia na Câmara de Vereadores de Concórdia. Na oportunidade, foi para leitura e posteriormente para votação o projeto de lei substitutivo, apresentado pela bancada do PT, que diz respeito ao horário livre do comércio. Uma resposta ao projeto do executivo que está em vias de ser votado.

A proposta, apresentada por Evandro Pegoraro e Elmo Richardi, volta a proibir a abertura do comércio aos domingos e limita a abertura das lojas aos dois primeiros sábados de cada mês “mediante solicitação por escrito dos estabelecimentos interessados.” Nesta sexta-feira o projeto lido, discutido e votado. Houve rejeição por sete votos a cinco. Nos bastidores já corria a informação de que o projeto seria rejeitado.

Na tribuna, o proponente Evandro Pegoraro disse ser contrário à votação do projeto já nesta sexta. Para o vereador, isso seria muito prematuro, já que ele foi apresentado na quarta-feira. "Precisa ser analisado, pois o substitutivo pode receber sugestões de mudanças", disse. Ele acrescentou que é contra o horário da sessão será às 07h30 tanto nesta sexta quanto na segunda. "É um golpe à democracia", falou, dando a entender que o horário é uma manobra da situação.

Depois de Pegoraro, o vereador Anderson Guzzato (PR) foi à tribuna e disse que não vê problema na sessão ocorrer no período da manhã. Ele sugeriu que as próximas votações sejam mantidas na segunda, mas no horário tradicional, às 18 horas. Após algumas deliberações, se definiu que o substitutivo iria tramitar nesta sexta, sem necessidade de novos pareceres, assim como a votação.

Houve ainda uma tentativa de adiar os trabalhos novamente. Depois de se manifestar inicialmente, Pegoraro voltou a pedir um adiamento por um período de três sessões para análises. No entanto, em votação imediata, o pedido foi negado. Com o substitutivo reprovado, a bancada fez uma emenda e o projeto retorna para a pauta. Na segunda-feira, às 18 horas, portanto, o original com emenda do PT.

Os ânimos de todos os presentes no plenário se exaltaram em dado momento. Além de caloroso debate entre os vereadores, o próprio público que acompanha a sessão começou a se manifestar através de alguns murmúrios de insatisfação. O presidente Artêmio Ortigara  disse que, se necessário, pediria a saída das pessoas que atrapalhassem a sessão.

Já o andamento da proposta original, que permite aos estabelecimentos de Concórdia a abertura em horário livre, conforme cada empresário definir, parou por conta do substitutivo. Ele será  pauta novamente apenas na próxima semana, quando provavelmente será votado e, consequentemente, de acordo com informações de bastidores, deverá ser aprovado.

Ainda durante a sessão, a leitura da ata foi suprimida pelo adiantado da hora e também pelo fato de que representantes do Centro de Valorização à Vida (CVV) estiveram no local apresentado os trabalhos da instituição, que serão ativados nos próximos dias. Compõe a plateia da Câmara sindicatos, associações, comerciantes e comerciários.

O projeto

O projeto de lei em questão dá nova redação ao artigo 280 da lei complementar nº 188, de 11 de maio de 2001 e alterações, que dispõem sobre as normas relativas à utilização do espaço e o bem estar público do Município de Concórdia. O projeto autoriza a abertura de estabelecimentos comerciais de acordo com o previsto na Constituição Federal, mas não obriga a abertura das lojas.  (OUÇA BOLETIM, ABAIXO, COM ENTREVISTAS)

INFORMAÇÕES: MARCOS FEIJÓ


Escute o áudio desta notícia:




04 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



Alceu Matiollo comentou em 02/12/2017 as 18:08:39

GB, concordo compartilho do seu pensamento, se de depender de algumas cabeças em concordia logo logo os restaurantes irão fechar para o almoço, não falta mais nada. incrível vem ano passa ano e algumas cabeças ainda continuam na mesmice. Pior essas pessoas adoram fazer suas compra as domingos em chapeco, é so ir no estacionamento da havan e do Shoping daquela cidade. Gosto de usar a expressão, concordia possui um comercio que precisa por um tubarão nesse aquário,, dar uma agitada ...
GB comentou em 01/12/2017 as 22:07:04

Sorte que o PT não é maioria na câmara de vereadores, senão Concórdia iria pra trás ao invés de progredir. Parabéns a quem não deixou essa insanidade passar!
Como pode, vereadores eleitos para ajudar o município crescer, fazerem exatamente o contrário?
Ninguém é obrigado abrir em horário estendido, e se acontecer, alguns trabalhadores farão escalas diferentes. Simples assim. Nada fora da lei.
Muita gente trabalha em horários diferentes, inclusive eu.
Já sabemos em quem não votar, nunca mais!
José comentou em 01/12/2017 as 16:55:31

Acredito que promoções 'reais' e preços melhores, bem como melhora no atendimento (simpatia) podem render mais que o simples fato de abrir as portas...
Rodrigo comentou em 01/12/2017 as 14:44:50

Mais uma vez o PT tentando travar o desenvolvimento de Concórdia.

VEJA MAIS



© - Ideia Good - Soluções para Internet