ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


POLÍCIA

Polícia investiga casos de pirâmide financeira em Concórdia
Ocorrências desta natureza voltaram com força.


Por Luan de Bortoli
Em 11/01/2018 - 09h13



Ainda no fim de 2017,  várias ocorrências registradas na delegacia de polícia de Concórdia davam conta de que diversas pessoas voltaram a cair no golpe da Pirâmide financeira. O ano mal virou e as ocorrências voltaram a aparecer. Vários casos estão sendo registrados na delegacia nestes primeiros dias do ano de 2018. Em contato com o Delegado Regional, Marcelo Nogueira, ele explicou à reportagem que existe uma investigação em andamento sobre estas ocorrências. 

O termo pirâmide vem da estrutura como a venda é organizada: a pessoa no topo é a primeira a vender o bem ou serviço para outras pessoas, que também têm a obrigação de continuar com as vendas, formando vários níveis, ou cadeias, sempre com um novo "degrau". Nesses casos, os pagamentos dos investidores vêm das aplicações feitas pelos novos membros. 

Em algum momento, a cadeia é rompida: os valores recebidos dos novos recrutados não são suficientes para pagar os membros mais antigos e os pagamentos começam a atrasar, até o momento em que param de ocorrer, com prejuízo para os participantes.

Existem sistemas elaborados, que simulam a venda de produtos. Mas há sistemas mais simples, nos quais sequer há produtos comercializados ou estes têm pouca ou nenhuma relevância para o negócio, sendo o incentivo à adesão de novas pessoas a principal fonte de renda do participante.

Outros sistemas, ainda mais complexos, tentam confundir a pirâmide financeira com a prática de marketing multinível, que é totalmente legal e prevê a remuneração do participante pela venda real de produtos, sem obrigar ninguém a fazer uma adesão. Nesse caso, os participantes recebem uma comissão pelas vendas efetuadas, as próprias e daquelas pessoas que recrutou, mas não ganham nada apenas pelo recrutamento de novos participantes.



02 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



Paulo Pucci comentou em 12/01/2018 as 11:39:49

O chefe disso tudo está bem mais perto do que pensam.
Nore comentou em 11/01/2018 as 13:11:21

Não sei como ainda não pegaram a Hinode.



© - Ideia Good - Soluções para Internet