Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Informe Publicitário

Sicredi Norte RS/SC emprega R$ 512 milhões para crédito rural em 2017

Cooperativa possui várias linhas de crédito destinadas ao desenvolvimento rural em 2017

Por Simone Vieira
16/01/2018 às 09h09 | Atualizada em 24/01/2018 - 15h04

Possibilitar ao homem do campo mais crédito para investir e ampliar seu negócio é uma forma de apoiar o desenvolvimento econômico local. O investimento nas propriedades rurais faz com que muitos jovens consigam vislumbrar um futuro atrativo no agronegócio, permanecendo no campo e dando continuidade ao negócio da família. 

Foi o caso do produtor, Ivanir Antônio Bizon (56) que revolucionou sua propriedade de cerca de 70 hectares, na comunidade de Alto Suruvi, interior de Concórdia. Produtor de leite há pelo menos 40 anos, Bison conta com a mão de obra de toda a família: a esposa Ivete Maria Fuscarini Bizon, a mãe Elza Munaretto Bizon de 80 anos, o filho Eduardo Bizon (23) futuro engenheiro-agrônomo da propriedade e a filha Elaine Bizon. 

Para dar seguimento ao setor leiteiro que lhe traz renda há tanto tempo, o produtor buscou linhas de crédito específicas do Sicredi. “Hoje em dia mudou muita coisa. Antes as vacas leiteiras ficavam soltas, hoje ficam todas confinadas, o sistema de ordenha também mudou muito. Então temos que investir”.

O produtor possui 83 vacas leiteiras que produzem uma média de 60 mil litros de leite por mês. Toda produção é comercializada para a empresa Laticínios Muller da cidade de Arabutã - SC. Conforme o gerente de Agronegócio do Sicredi, Marcelo da Silva, os recursos liberados para o produtor são oriundos do BNDES. “São várias linhas de crédito, para investimento e custeio, subsidiadas pelo governo. E os produtores possuem além de uma taxa atrativa, mais tempo para pagamento desse crédito”, destaca. 

Conforme o gerente, o prazo para pagamento é de até 10 anos, o que fornece um fôlego extra para que o investimento retorne ao produtor.  As taxas de juros praticadas são muito atrativas, a partir de 2,5 % ao ano.  

Estes são alguns motivos que fazem com que muitos produtores busquem essas linhas de crédito junto ao Sicredi. Eduardo Bizon conta que para ter um produto de qualidade e se tornar competitivo no mercado foi necessário investir em toda cadeia produtiva. “Investimos em todo sistema de maquinário, de ordenha, colchões, higienização, para que os animais tenham mais conforto. Isso impacta na qualidade do leite. Agora nosso foco é investir na reprodução desses animais para aumentar a produção leiteira”. 

O jovem explica que toda a produção é automatizada, desde a higienização dos animais até a entrega final do produto ao laticínio. Os equipamentos empregados são de alta tecnologia o que acaba tendo como consequência, a qualidade do produto destinado ao consumidor final. 

Para conseguir a liberação do crédito é necessário apresentar um Projeto de Viabilidade do Negócio, conforme explica o gerente da agência do Sicredi, na rua Drº. Maruri, Cleiton Muller. “Sempre realizamos uma análise de crédito com base no projeto. Vamos a campo para conhecer o trabalho de nosso associado. O Sicredi é campeão no Brasil na liberação do Pronafe e a 3ª instituição financeira no Brasil que mais libera crédito para o agronegócio, tanto que é reconhecida pelo próprio BNDES. Na cooperativa Sicredi Norte RS/SC o valor empregado no crédito rural é de R$ 512 milhões de reais em 2017”, conta.

Agências em Concórdia 

A Cooperativa de Crédito Sicredi Norte RS/SC possui duas agências em Concórdia: na rua Domingos Machado de Lima, 654,  sob a gerência de Carlos Cavalli, telefone 3442-9090 e na Drº. Maruri, 1505, em frente ao Terminal Rodoviário, sob a gerência de Cleiton Muller, telefone: 3444-5304.  







SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM