ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


CONCÓRDIA

Pacheco determina que Trix não abra novas valas, sem fechar as antigas
Pedido do prefeito foi feito na manhã desta terça durante a visita do presidente da Casan e será acatado pela empresa que executa a obra do esgotamento sanitário de Concórdia


Por Marcos Feijó
Em 15/05/2018 - 16h48 - Atualizada em 16/05/2018 - 16:05



Preocupado com os transtornos, desconforto e a insatisfação da população, em relação as obras do esgotamento sanitário de Concórdia, o prefeito Rogério Luciano Pacheco, fez um pedido ao presidente da Casan, Adriano Zanotto, que esteve reunido com as lideranças municipais na Prefeitura de Concórdia, na manhã desta terça-feira, 15 de maio. Pacheco não quer que nenhuma nova vala seja aberta até que todas as antigas recebam a pavimentação. “Nós sabemos da importância da obra, mas a população não pode sofrer tanto com está situação que estamos enfrentando”, pontuou o prefeito. A pauta do encontro também teve outros problemas recorrentes da estatal em Concórdia.

Além da questão dos problemas envolvendo a situação dos desníveis nas ruas onde já foi feita a tubulação pela empresa Trix, Pacheco pediu atenção especial às situações que envolvem o esgoto na Vila União, Santa Rita e também no Guilherme Reich. Outra situação apontada foi sobre o não cumprimento de acordos firmados com o Consórcio Trix/Infracon na implantação da obra na rua do Comércio. Também foi abordada a questão do abastecimento de água, já que alguns bairros do município ainda sofrem com o problema recorrente.

Zanotto comentou estar consciente das situações apresentadas por Pacheco, mesmo estando há um mês na presidência da Casan. “Logo que assumi, o prefeito esteve lá, cobrando as melhorias, o cumprimento das ações e defendendo o município”, pontuou ao reconhecer que efetivamente, a Casan tem uma dívida histórica com Concórdia. Para Zanotto, ao longo dos anos, a consciência da população e dos gestores mudou. “Existia uma época que se entedia que enterrar cano não dava voto. Mas agora se entende a importância desta situação e que saneamento básico é uma questão de saúde pública”, ressaltou o presidente da Casan.

Outro assunto com grande relevância, foi um acordo para que a Casan planeje a troca de tubulação – do abastecimento de água – nas ruas que a Administração Municipal irá pavimentar e ou recapear. “Isso nunca aconteceu no município. Antes, as vias recentemente pavimentas já sofriam com buracos, devidos a problemas no sistema de água. Queremos evitar isso, o que garantirá ruas em perfeitas condições e economia dos recursos públicos”, destaca Pacheco.
Vistoria

Ao fim do encontro na prefeitura, Zanotto, Pacheco e o secretário executivo da ADR de Concórdia, Wagner Bee, vistoriaram pessoalmente os problemas relatados na obra do esgoto. Eles estavam acompanhados da equipe técnica da Administração Municipal e também da Casan local, Norberto Farina e da gerência de Chapecó, por meio do responsável Écio Bordignon.

Fonte: COMUNICAÇÃO




01 COMENTÁRIO - Deixe também o seu Comentário



Vilmar Ladick comentou em 16/05/2018 as 00:33:21

O serviço não tem qualidade.
Não ficou no nÍvel.
Tem ruas que ficou péssima, a marcelino ramos por exemplo.
Por se tratar de um projeto grande,quem projetou, se liberar desse jeito.
É um desrespeito com uma cidade como essa.
Onde o asfalto não ficou alto de mais, ficou fundo de mais.
Sugiro q a radio rural venha proximo ao moveis sordi, e jgreja assembleia, proximo ao caita.
Vai ficar assim?




VEJA MAIS



© - Ideia Good - Soluções para Internet