ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


REGIÃO

Cai o número de mortes no trânsito do A. Uruguai
São 7 óbitos a menos, em locais de acidentes ou durante o socorro, de um ano para outro.


Por Marcos Feijó
Em 10/01/2019 - 08h03 - Atualizada em 11/01/2019 - 07:46




Em 2018 o trânsito do Alto Uruguai Catarinense teve 15 mortes ou nos locais dos acidentes ou durante o socorro. A Rural/96 faz a estatística em 16 municípios da microrregião. Comparando com 2017, que teve 22 mortes, são, então, 7 óbitos a menos.  E principalmente a diminuição reflete no número de vítimas fatais mulheres: em 2018 morreu 1 mulher sendo que em 2017 foram 6 mulheres. Quantos aos homens, 14 e 16 respectivamente. 

A média de idade dos mortos em acidentes de trânsito no Alto Uruguai Catarinense é quase igual de um ano para o outro: em 2018 42,6 anos e em 2017 40 anos.  No ano passado a vítima mais jovem tinha 20 anos e a mais  velha 65. Já no ano retrasado a vítima mais nova tinha apenas 2 meses e a mais velha 90 anos. 

Sobre os municípios dos acidentes com mortes, em 2018 as 15 mortes estiveram assim divididas: foram 5 óbitos no território de Concórdia, 4 em Arvoredo, 2 em Itá, 2 em Irani, 1 Ipumirim e 1 em Xavantina.  Já em 2017, neste comparativo, as 22 mortes foram nos seguintes municípios: 5 em Seara, 5 em Irani, 4 em Concórdia, 3 em Alto Bela Vista, 1 em Itá, 1 em Piratuba, 1 em Presidente Castello Branco, 1 em Paial e 1 em Arabutã. 

Das vítimas fatais em 2018, 5 estavam em automóveis, 4 em caminhões,  3 em motos, 2 em camionetes e 1 atropelamento (13 condutores, 1 carona e 1 pedestre). Em 2017, 14 em automóveis, 4 em motos, 3 em caminhões e 1 atropelamento (16 condutores, 5 caronas e 1 pedestre).

Em janeiro de 2018 não houve morte no trânsito regional. 



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






© - Ideia Good - Soluções para Internet