Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Economia

Obras da Estação de Tratamento de Esgoto de Concórdia chegam às etapas finais. Execução alcançou 75%

Provavelmente no 2º semestre inicia o faturamento na conta da população dobrando valor atual da água.

Por Marcos Feijó
29/01/2019 às 15h22 | Atualizada em 30/01/2019 - 13h29


Com índice de execução de mais de 75%, a Estação de Tratamento de Esgotos de Concórdia entra em fase de finalização de instalações elétricas e urbanização do entorno. Toda a parte civil, que inclui a estrutura de tanques onde a água é tratada, está concluída e também já foram instalados os equipamentos necessários para o tratamento, como o Reator UASB.

De acordo com o chefe da Divisão de Fiscalização de Obras da CASAN, Adalberto Cunha, a previsão é de que a ETE esteja pronta até abril de 2019.


A estrutura está localizada em Linha Santa Catarina, próxima ao bairro Santa Rita. Com capacidade para depurar 60 litros de esgoto por segundo, a ETE adota tecnologia moderna e eficaz, e vai devolver à natureza efluente final que atende parâmetros determinados pela legislação.

São diversas etapas para garantir a depuração do esgoto. Na primeira é realizado o tratamento preliminar, onde é medido o volume de esgoto que chega a ETE e também onde são retidos os sólidos maiores, como plásticos e outros resíduos que chegam à ETE.  Na segunda, que acontecerá em um reator UASB (Sigla em inglês para Reator Anaeróbico de Fluxo Ascendente - RAFA), são utilizados microrganismos (bactérias anaeróbias, que vivem sem a presença de oxigênio) e que ao se alimentarem do esgoto fazem a sua depuração.

A terceira estrutura é um Filtro Biológico com bactérias aeróbias (que vivem na presença de oxigênio), e onde o efluente passa por um tratamento complementar ao do reator UASB. Na última etapa do tratamento será realizada a decantação dos flocos formados nas etapas anteriores.

Ligação e faturamento pelo serviço

Nesse momento ainda não é possível fazer a conexão à rede de coleta de esgoto que foi implantada na cidade. Mas em breve a CASAN emitirá comunicado aos moradores autorizando que o sistema individual de esgoto dos imóveis (em geral fossa, filtro e sumidouro) seja direcionado para a Caixa de Inspeção (CI) instalada em frente às residências.

Com isso, provavelmente no segundo semestre deste ano iniciará o faturamento pelo serviço de esgoto, que vai corresponder a 100% sobre a fatura da água (se o morador tem uma conta de R$ 70,00, por exemplo, vai passar a pagar R$ 140,00).

Objetivo e benefícios do tratamento de esgoto

O esgoto contém resíduos que favorecem o crescimento de bactérias, vírus e fungos que podem causar várias doenças e contribuir para a degradação do meio ambiente. O Sistema de Coleta e Tratamento de Esgoto que está em implantação em Concórdia tem por objetivo reduzir a contaminação do meio ambiente e, por consequência, a transmissão de doenças. No tratamento de esgoto os detritos e matéria orgânica são separados da água para que ela seja devolvida limpa ao meio ambiente.

Atualmente Concórdia possui uma cobertura de coleta e tratamento de esgoto de apenas 6,3% das residências e ao final da implantação do SES esse índice passará a 42%, isso significa que mais de 25 mil habitantes serão beneficiados. O investimento total para a implatação do SES é de R$ 40,3 milhões.

Fonte: COMUNICAÇÃO






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM