Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Brasil

Cerca de 200 moradores são obrigados a sair de casa por precaução com barragens em MG

Auditores atestaram para instabilidade da Mar Azul.

Por Luan de Bortoli
16/02/2019 às 20h34

Cerca de 200 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas por precaução com barragens B3 e B2, da Mar Azul, da Vale, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com a Defesa Civil, auditores que fazem a leitura da barragem atestaram para instabilidade. Ela tem aproximadamente 3 milhões de m³ de rejeito. A estrutura é a montante, mesmo modelo das de Brumadinho e de Mariana.

Segundo os bombeiros, o plano de emergência prevê retirada de moradores de 49 casas. Elas ficam no distrito de Macacos, a 25 quilômetros de Belo Horizonte. Atualmente, a barragem está no nível 2, que determina a saída das pessoas. A sirene soou por volta das 20h20, de acordo com os moradores.

Em nota, a mineradora informou que "a decisão é uma medida preventiva e se dá após a revisão dos dados dos relatórios de análise de empresas especializadas contratadas para assessorar a Vale. Cabe ressaltar que a estrutura está inativa e essa iniciativa tem caráter preventivo". As pessoas serão acomodadas em hotéis da região.

As barragens estão entre as dez que a Vale prometeu desativar. A mineradora ainda não se manifestou sobre o caso. Elas têm a mesma classificação da barragem que se rompeu em Brumadinho: baixo risco de ocorrência de acidente, mas alto risco de dano potencial.

Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil e Polícia Militar foram acionados. Segundo moradores, as pessoas estão sendo levadas de ônibus e táxis para um centro comunitário.

No dia 8 de fevereiro, moradores de Barão de Cocais, na Região Central de Minas Gerais, e de Itatiaiuçu, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, tiveram de sair de suas casas por causa de risco de rompimento de barragens.


Fonte: G1





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM