Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Região

Presidente da ACIC pessimista com ações para recuperar estradas

Márcio Zanatta participou de apresentação de diagnóstico da Fiesc (OUÇA).

Por Marcos Feijó
16/04/2019 às 08h11 | Atualizada em 16/04/2019 - 16h03

"O trabalho foi primoroso, com levantamento técnico necessário". Assim o presidente da Associação Comercial e Industrial de Concórdia define o diagnóstico das estradas estaduais da região feito pela Fiesc e apresentado na última sexta-feira em Chapecó. Márcio Zanatta, porém, não vislumbra, não acredita em fato concreto pelo Governo do Estado para colocar planos em ação. " O diagnóstico é um embasamento para o Governo, mas não consigo visualizar nada a curto e médio prazo", comenta. "As rodovias estão sem pai e sem mãe", concluiu o presidente da ACIC (OUÇA abaixo).

Para Zanatta, o diagnóstico da Fiesc comprova a deterioração das rodovias estaduais na região e que o Estado, ou seja, o povo, está perdendo um patrimônio de bilhões. " O Governo destina apenas R$ 2 milhões/mensais para a manutenção, o que é pouco. E ainda está havendo o desaparelhamento do Deinfra que está sendo desmontado", finaliza. 





Confira o áudio:






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM