Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Concórdia

Reta final da Semana Santa com programação especial

Mais de cinco mil pessoas devem celebrar até sábado.

Por Luan de Bortoli
18/04/2019 às 08h41

Considerada o ponto alto da Igreja Católica, a Semana Santa, em Concórdia, terá uma programação especial de agora até o fim de semana. A celebração é uma tradição religiosa católica que celebra a Paixão, a Morte e a ressurreição de Jesus Cristo. A paróquia da Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário espera, entre a procissão de sexta-feira, até o fim de semana, mais de cinco mil fiéis.

A programação religiosa iniciou ainda no último domingo, mas é agora, no momento derradeiro, que se chega ao principal momento da Semana Santa. Todas as celebrações desta quinta-feira, dia 18, até sábado, dia 20, são consideradas uma só, mas divididas em três partes. Nesta quinta, houve oração da manhã às 07h30. Às 15 horas, a celebração de lava-pés com crianças, na Matriz, e às 19 horas, missa solene.

Para esta sexta-feira, dia 19, considerado o dia mais popular da semana santa, 07h30 há a oração da manhã. Às 15 horas, celebração da Paixão de Cristo em todas os locais de Concórdia, com celebração da palavra de Cristo, com grande oração e adoração ao Cristo na Cruz. Às 19 horas, a procissão do Senhor Morto, saindo da Rua Coberta, passando por diversas ruas, terminando na Rua Coberta com a encenação tradicional.

O sábado também começa com oração, às 07h30. Às 19 horas haverá vigília pascal, com benção do fogo e liturgia da palavra. Na programação, ainda batismo de adultos. “É uma única celebração em três dias, não se trata de três celebrações, é única e mesma. Começa na quinta e termina com a vigília pascal. Se a Igreja se prepara por 40 dias é para celebrar por três dias”, afirma o pároco da Igreja Matriz, Frei José Idair.

Conforme ele disse em entrevista à reportagem da emissora, há, desde domingo, um grande fluxo de fiéis em todas as igrejas de Concórdia. Todas as missas têm sido com igreja lotada, segundo Ele. Para a procissão, são esperadas mais de quatro mil pessoas. “A grande importância é que a Semana Santa é a grande celebração da igreja, onde ela revive a paixão de cristo, a ressurreição de jesus. Fazer a páscoa é participar bem na quinta, sexta e sábado. A celebração não é uma celebração desligada da nossa vida, é uma atualização dos mistérios do Senhor Jesus Cristo”, diz o Frei.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM