ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


SAÚDE

HSF promove Maio Roxo para doenças inflamatórias intestinais
No Brasil, a cada 100 mil pessoas, 13 tem alguma DII.


Por Luan de Bortoli
Em 03/05/2019 - 06h50



Durante o mês de maio, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), junto de outras Sociedades que se dedicam às doenças do aparelho digestivo – como Grupo de Estudos da Doença Inflamatória do Brasil (GEDIIB), Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (Sobed) e Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (CBCD) – participa do Maio Roxo, campanha para conscientizar sobre as doenças inflamatórias intestinais.

Em Concórdia, o Hospital São Francisco também promove a programação especial ao longo do mês com algumas ações voltadas para o debate, alerta e conscientização relacionadas a este problema. Ainda sem causa comprovada, as doenças inflamatórias intestinais (DII) podem estar ligadas a fatores hereditários e imunológicos, podendo ser agravadas pelos hábitos de vida. Atingem ambos os sexos indistintamente e o diagnóstico acontece geralmente por volta da terceira década de vida.

O principal objetivo desta ação é chamar atenção da sociedade e dos parlamentares para as doenças inflamatórias intestinais. No Brasil, a cada 100 mil pessoas, 13 tem alguma DII. A mais comum é a Doença de Crohn (presente em 53% dos casos). Pessoas que tiveram familiares com essas doenças têm uma predisposição maior para desenvolvê-las. Mesmo sendo crônicas, as DII não são fatais, mas precisam de tratamento e acompanhamento. Os jovens (entre 15 e 40 anos) são os mais afetados, mas todas as faixas etárias, especialmente os idosos (com mais de 60 anos) também devem ficar alertas aos sintomas.

No dia 9 de maio, o Hospital São Francisco realiza um dia especial com diversas ações. A programação será à tarde e inicia às 15h30 com palestra do doutor Idblan Caravalho de Albuquerque, de São Paulo, seguida de outra palestra, às 16h15, com Carina Rossoni e Nelson Biffi Junior. Em seguida, coffee break. Às 18h30 ocorre uma mesa redonda que vai debater como seguir uma vida tranquila mesmo com as doenças inflamatórias intestinais. O evento todo ocorre no auditório da unidade hospitalar.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






© - Ideia Good - Soluções para Internet