Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Saúde

Morador de Concórdia está internado com suspeita de dengue

Primeiro exame feito teria dado positivo. Contraprova será feita no Laboratório Lacem.

Por Ederson Vilas Boas
02/05/2019 às 23h27 | Atualizada em 03/05/2019 - 10h06

O que as autoridades de saúde mais temiam pode ser confirmado nas próximas horas: o primeiro caso de dengue registrado em Concórdia. A situação pode piorar, pois pode se tratar de uma situação autóctone. O paciente é morador do Loteamento Novo Horizonte e não teria saído do município.

O homem foi internado nas últimas horas, no Hospital São Francisco, com os sintomas da dengue. Segundo as informações levantadas pela reportagem da Rádio Rural/96, a vigilância epidemiológica foi comunicada e o primeiro exame feito, teve resultado positivo. O exame definitivo será realizado pelo Laboratório Central, em Florianópolis.

Se confirmado, as autoridades de saúde deverão investigar e mapear onde o paciente circulou para tentar fazer o cerco sobre o mosquito transmissor. O temos da Secretaria de Saúde é que Concórdia tenha uma epidemia. Pra isso, a sala de situação foi instalada e teve um encontro na última terça-feira (30), para traçar algumas metas. Agora, com a notícia do caso suspeito, uma força tarefa deve ser montada para trabalhar e amenizar os riscos. 

No último boletim epidemiológico divulgado pela Vigilância Epidemiológica do Estado, nesta quinta-feira (2), Concórdia tinha 236 focos do mosquito transmissor confirmados, encerrando abril com 95. Nestes dois primeiros dias de maio, ainda não foram confirmados focos no município.

SINTOMAS

Quais são os principais sintomas da dengue?
Febre alta, dor de cabeça, principalmente na região ocular, dores nas articulações, músculos e muito cansaço. Também é comum náuseas, falta de apetite, dor abdominal, podendo até ocorrer diarréia e vermelhidão na pele.

Em quanto tempo os sintomas aparecem?
De três a quinze dias após a picada do mosquito infectado.

A pessoa pode estar com a doença e apresentar apenas alguns dos sintomas? Não ter febre, por exemplo?
Sim. A intensidade dos sintomas varia muito de pessoa para pessoa.

A pessoa pode confundir a dengue com uma gripe forte? Como saber a diferença?
Sim. A melhor forma de se ter certeza é procurando um médico e eventualmente realizando exames. 


PRECAUÇÕES COM O MOSQUITO

O mosquito infectado pode picar e mesmo assim não transmitir a doença?
Sim, de 20% a 50% das pessoas não desenvolvem a doença.

Por que algumas pessoas são picadas, mas não ficam doentes?
Por características do sistema imunológico de cada um.

É verdade que o mosquito não pica à noite?
A fêmea do Aedes tem hábitos diurnos, não costuma picar à noite.

Que outros hábitos o Aedes tem?
O mosquito fica onde o homem estiver, e prefere picá-lo a qualquer outra espécie e também gosta de água acumulada para colocar seus ovos.

É verdade que o mosquito se reproduz mais rápido no calor? Por quê?
Sim. No calor, o período reprodutivo do mosquito fica mais curto e ele se reproduz com maior velocidade. Isto explica o aumento de casos de dengue no verão.

Por que só a fêmea do Aedes aegypti pica?
As fêmeas picam depois do acasalamento porque necessitam do sangue que contem proteínas necessárias para que os ovos se desenvolvam.

Quanto tempo vive o Aedes?
A fêmea do Aedes vive cerca de 30 a 45 dias e, nesse período, pode contaminar até 300 pessoas.

Quantos ovos um mosquito coloca durante sua vida?
Até 450. Descobriu-se que existe a transmissão transovariana, ou seja, que a fêmea, se estiver contaminada, inocula o vírus nos ovos e os mosquitos já nascem com ele. Isso multiplica as chances de propagação. 

Por que a água acumulada é tão perigosa?
Porque a fêmea deposita seus ovos em locais com água acumulada.

Água de piscinas é uma ameaça? 
Não se estiver recebendo o tratamento adequado com aplicação de cloro em quantidade correta. Caso contrário será um criadouro de mosquitos.

Adianta só tirar a água dos pratinhos que ficam sob os vasos?
Não. Os ovos ficam aderidos às laterais internas dos pratos ou ainda nas laterais externas dos vasos. O ideal é optar por pratos que fiquem bem justos ao vaso e lavá-los com água e sabão, utilizando uma bucha para retirada de possíveis ovos.







SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM