Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Geral

Pacheco entrega ao governador Moisés reivindicações sobre coleta de animais mortos e permanência da Celesc

Representando Concórdia e AMAUC, Rogério Pacheco apresentou dois importantes pleitos ao governador.

Por Ederson Vilas Boas
10/05/2019 às 06h58


O prefeito de Concórdia e presidente da Associação dos AMAUC, Rogério Pacheco, esteve no 3º Encontro de Articulação entre Estado e Municípios com o governador Carlos Moisés, nesta quinta-feira, 9, em Florianópolis. Na ocasião fez a entrega de duas importantes reivindicações. Uma delas é o apoio do governo do estado ao Projeto RECOLHE, que consiste no recolhimento de carcaça de animais mortos, serviço feito pela empresa CBRASA. A regulamentação depende de instrução normativa do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento - MAPA.

A outra pauta se refere à permanência da gerência da Celesc em Concórdia. O pedido é que, como acionista majoritário da instituição, o governo estadual posicione-se pela manutenção da gerência no município, pois a mesma atende 17 municípios e é considerada uma das melhores agências do estado. Se ocorrer a mudança para Chapecó, como prevista, existe a preocupação com a excelência do serviço, pois o maior setor da nossa economia, o agronegócio, depende diretamente do fornecimento eficaz de energia, entre outros serviços da companhia.

No encontro entre governo do estado e municípios, também foram tratados outros assuntos como infraestrutura, educação e gestão de convênios. O secretário da Casa Civil, Douglas Borba, apresentou o termo de cooperação técnica para viabilização dos Núcleos de Gestão de Convênios, em algumas regiões essas estruturas funcionarão dentro das associações municipais com dois servidores efetivos estaduais.

Fonte: Prefeitura de Concórdia





01 COMENTÁRIO - Deixe também o seu Comentário



Alceu Matiollo comentou em 11/05/2019 as 14:52:25
KKKKKK, eita cidade que sabe perder, tudo isso porque temos representantes fracos, e ZERO de visibilidade, quem não sabe se vender fica a margem, enquanto isso municipios ate de menor expressao economica sabem manter suas extruturas.




VEJA TAMBÉM