Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Polícia

Concordiense suspeito de ter matado vizinho em Chapecó tem prisão decretada

Audiência de custódia de homem que matou vizinho com sete tirou ocorreu nesta quinta-feira.

Por Ederson Vilas Boas
19/07/2019 às 07h12 | Atualizada em 19/07/2019 - 14h46

Na terça-feira (16), um homem foi morto com sete tiros, na rua Tietê, bairro Universitário, em Chapecó (SC). O suspeito do crime, seu vizinho foi preso em flagrante. Nesta quinta-feira (18), na 1ª Vara Criminal da comarca de Chapecó aconteceu audiência de custódia do suspeito. Ele teve a prisão convertida em preventiva pelo juiz Jeferson Osvaldo Vieira e foi levado ao Presídio Regional de Chapecó, onde responderá ao processo criminal.

A audiência foi aberta e a comunicação com o suspeito foi através de uma intérprete em Libras. O Ministério Público se manifestou em favor da conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva diante da violência empregada e da comoção social do crime.

A Defensoria Pública se manifestou pelo relaxamento da prisão em flagrante e da não conversão para preventiva, onde justificou que o suspeito possui residência fixa, emprego comprovado e não possui antecedente criminal.

O juiz Jeferson Osvaldo Vieira decidiu acatar o pedido do Ministério Público na conversão de prisão preventiva em provisória até uma decisão de recurso em grau superior se a defesa do suspeito achar necessário o pedido de impugnação.

O suspeito tem 50 anos e é deficiente auditivo. Ele informou que é natural de Concórdia e reside em Chapecó há 14 anos. É casado e tem dois filhos. Trabalha na construção civil há nove anos, com carteira assinada.


Notícia - 16/07/2019

Um homem de 36 anos foi morto a tiros na rua Tietê, bairro Universitário, em Chapecó (SC). A vítima foi atingida por sete tiros. O motivo teria sido um desentendimento por causa de um cachorro. Em menos de cinco minutos a guarnição da Reforçada prendeu o autor dos disparos, de 50 anos com a arma usada no crime. O fato aconteceu na noite desta terça-feira (16).

O autor dos disparos é surdo/mudo e se entregou assim que a PM chegou a sua casa.

A vítima foi identificada como Maurício Adriano Berrido, de 36 anos. Ele brincava com o filho de seis anos, em frente a sua residência, quando foi empurrado pelo autor. O suspeito efetuou seis disparos, recarregou a arma e disparou mais quatro vezes. Seis tiros atingiram o rosto um a nuca.

No local do crime foram encontradas 10 cápsulas de calibre 38. O autor dos disparos e a arma foram apresentados a Central de Polícia de Plantão (CPP). A Polícia Militar isolou a área até a chegada do Instituto Geral de Pericias (IGP). O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou o óbito da vítima. O Inquérito sobre o crime ficará por conta da Polícia Civil.

Fonte: ClicRDC






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM