Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Justiça

Mais de 4 anos para acusado de tráfico e oferta de propina

Após menos de três meses da data dos fatos, o réu G.B.F foi sentenciado à pena de 4 anos e 6 meses de reclusão, em regime inicial semiaberto, pela prática dos crimes de tráfico ilícito de entorpecente e corrupção ativa.

Por Ederson Vilas Boas
23/07/2019 às 14h09 | Atualizada em 24/07/2019 - 14h35


No dia 29 de abril de 2019, na avenida principal de Arabutã, G.B.F estava de carona num moto-táxi e foi abordado pela Polícia Militar após tentar se livrar de um objeto plástico na via pública. Na ocasião, os policiais militares constataram que ele trazia consigo 244,91g de maconha.

Ainda no local, G. foi preso em flagrante e, durante a formalização do procedimento, ofereceu R$ 4.000,00 (quatro mil reais) em dinheiro aos dois policiais militares que atendiam à ocorrência, para que o liberassem. Imediatamente, o réu foi comunicado pelos policiais de que cometeu o crime de corrupção ativa, consistente em oferecer vantagem indevida a funcionário público.

Em audiência de custódia, foi mantida a prisão de G., que se mantém até a presente data.

O Ministério Público ofereceu denúncia, imputando ao acusado a prática dos delitos de tráfico de drogas (art. 33 da Lei n. 11.343/2006) e corrupção ativa (art. 333 do Código Penal) e requereu o indeferimento do pedido de liberdade.

Durante o processo, a defesa impetrou recursos ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina e ao Superior Tribunal de Justiça, mas a prisão preventiva do acusado foi mantida.

Em sentença proferida na presente data (23/07/2019), o Juízo da Vara Única da Comarca de Ipumirim julgou procedente a denúncia e condenou G.B.F às penas de 2 anos e 6 meses pelo crime de tráfico e 2 anos pela corrupção ativa, totalizando 4 (quatro) anos e 6 (seis) meses de reclusão, em regime semiaberto, além do pagamento de multa no valor de R$ 8.650,00. Conforme determinado na sentença, o réu não poderá recorrer em liberdade.

Fonte: MP/SC





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM