Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Agricultura

Falta de chuva preocupa agricultura de Concórdia e região

Preocupação com a falta de água e dificuldade no plantio.

Por Luan de Bortoli
27/08/2019 às 08h33 | Atualizada em 27/08/2019 - 09h02

A falta de chuva considerável em Concórdia já preocupa o setor de agricultura do município, conforme informou à reportagem o secretário de agricultura, Mauro Martini. Não chove uma quantidade esperada em Concórdia há cerca de dois meses. Isso tem causado, entre outros problemas, dificuldade na preparação do solo e atraso no plantio de diversas culturas.

Em entrevista à reportagem, o secretário explicou que já houve alguns casos de transporte de água, mas são situações raras. “É uma preocupação que a prefeitura tem no geral. A secretaria tem um caminhão e já faz algumas distribuições em algumas famílias da área rural. Mas para os animais ainda não está sendo feito transporte”, desta o secretário de agricultura.

No entanto, o principal problema é o atraso no plantio, que inicia nos próximos dias. “A falta de chuva vem ocasionando problemas. Temos os produtores que fizeram o plantio de lavoura de milho, está com dificuldade de germinação. E também a questão da pastagem dos animais. A geada que deu há poucos dias também acabou queimando a pastagem”, explicou Martini. 

Em Concórdia, até esta segunda-feira, dia 26, choveu apenas 17 milímetros no mês de agosto. Mas o retrospecto também preocupa. O mês de julho, por exemplo, teve uma precipitação de apenas 94 milímetros, enquanto que junho atingiu apenas 33 milímetros, pior volume de chuva da história par ao mês. Diante deste cenário, os rios da bacia do Jacutinga estão em alerta para estiagem, conforme a Epagri Ciram.

Região

O problema da estiagem não ocorre só em Concórdia. Municípios da região também já estão preocupados com a falta de chuva. A reportagem da emissora procurou algumas administrações para verificar como está o problema. Em Piratuba, a prefeitura faz transporte de cerca de quatro cargas de água por dia para comunidades como Alto Gramado e Zona Alta, especialmente para o gado.

Em Arabutã, a secretaria de agricultura também já está trabalhando para ajudar os produtores. Pelo menos três cargas já foram transportadas para propriedades do interior. Em Ipumirim, a situação é a mesma. Pelo menos cinco propriedades do município já receberam cargas de água, totalizando cerca de 72 mil litros até agora.







SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM