Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Geral

Estrutura precária do IML de Concórdia segue gerando reclamações

Caso mais recente de revolta foi a demora de dez horas para liberar corpo.

Por Luan de Bortoli
28/08/2019 às 13h38

Desde que as rádios Rural e 96 abordaram a situação em que se encontra o Instituto Médico Legal (IML) de Concórdia, muitas manifestações surgiram em favor de melhorias na estrutura da unidade que foi criada em Concórdia há mais de 40 anos. São vereadores, deputados e, principalmente, a população que já precisou utilizar o local, que estão exigindo do poder público uma melhora na estrutura que chega ser precária. 

O ex-prefeito de Lindoia do Sul, Adir Zonta, explicou que este problema se arrasta a muitos anos e seria necessária uma ação de todas as autoridades regionais, pois o IML de Concórdia atende a toda a região do Alto Uruguai Catarinense. "Essa situação se arrasta há anos. Eu vivenciei no acidente do Douglas Favaretto, que é meu sobrinho, quando os familiares tiveram que esperar mais de dez horas pela liberação do corpo".

Nos últimos dias, diversas lideranças políticas também se manifestaram. Vereadores de Concórdia estão encaminhando uma mobilização para exigir mudanças. Eles pretendem realizar um protesto em frente à sede do IML do município reunindo a população. Outras lideranças e autoridades também já se pronunciaram e prometem se mobilizar para cobrar melhorias.


INFORMAÇÕES: SERGINHO PRIMAM





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM