Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Região

Delegacia de Polícia de Fronteira sediou reunião Internacional de Inteligência em Segurança pública

Objetivo é unir os setores de inteligência, possibilitando o o planejamento de ações conjuntas.

Por Ederson Vilas Boas
10/10/2019 às 08h23


Foi realiada nesta quarta-feira, na Sede da 12ª DRPFRON de Chapecó a 12ª REUNIÃO DO COMITÊ DE INTEGRAÇÃO TRANSFRONTEIRIÇA, onde estiveram presentes Autoridades Policiais da região de Fronteira de Santa Catarina (Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, e GAECO) e da Policía de Misiones da Argentina (XII Unidade Regional de Bernardo de Irigoyen), bem como Autoridades Políticas de Chapecó.

A Reunião foi presidida pelo Diretor de Fronteira da Polícia Civil de Santa Catarina, Dr. Carlos Augusto de Andrade Morbini,  pelo Delegado Regional de Polícia Civil de Chapecó, Dr. Ricardo Newton Casagrande, e pelo Coronel Jorge Luis Hack, Comandante da 4ª Região de Fronteira da Polícia Militar.

As Instituições Policiais participantes apresentaram dados e informações na área de inteligência policial e planejamento estratégico para ações policiais integradas nas regiões de fronteira dos dois países, enquanto que no âmbito político, o Prefeito Municipal de Chapecó, Sr. Luciano Buligon, apresentou fatores econômicos estratégicos no que tange ao BRIPAEM – Bloco Regional de Intendentes, Prefeitos, Alcaldes e Empresários do Mercosul, do qual é Presidente. A demanda do BRIPAEM aponta o crescimento exponencial em exportações e tráfego de cargas para os próximos anos na região em razão da criação da "rota do milho" a fim de subsidiar as operações nas agroindústrias da região oeste/fronteira de SC. Esse aumento na demanda fronteiriça envolve diretamente as atividades de segurança pública, especialmente da área de inteligência.

Dentro deste contexto foram discutidos assuntos pertinentes à essa demanda futura, e pela Polícia Civil de Chapecó foram apresentados estudos e planejamentos básicos no que tange às ações voltadas ao tráfico de drogas, contrabando, e ações de organizações criminosas na região.

O encontro possibilitou também o estreitamento das relações institucionais nos setores de inteligência policial, possibilitando o planejamento e a execução de ações conjuntas na região, objetivando maiores resultados no combate à criminalidade na região transfronteiriça.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM