Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Concórdia

Chuva deixa diversas casas destelhadas e parte da população sem energia em Concórdia

Em levantamento preliminar, foram mais 100 ocorrências até por volta das 16 horas.

Por Luan de Bortoli
13/10/2019 às 14h51 | Atualizada em 14/10/2019 - 10h59


O temporal da tarde deste domingo, dia 13, afetou bastante o município de Concórdia. Conforme informações da Celesc, mais de 19 mil unidades consumidoras ficaram sem energia. E conforme o Corpo de bombeiros Voluntários, diversas ocorrências foram registradas nos poucos minutos de chuva. O principal fato foram os destelhamentos.

Em levantamento preliminar, foram aproximadamente 100 ocorrências até por volta das 16 horas. Segundo a corporação, só na entrega de material, como lonas, feita na sede dos bombeiros, foram mais de 60 solicitações. Além disso, as equipes estiveram ciruclando pelas ruas fazendo entrega de lonas para quem ligou pedindo ajuda. 

Foram atingidos diversos bairros. Catarina Fontana, Industriários, Nazaré, Centro, Floresta, Itaíba e Nações foram as regiões que mais tiveram casas destelhadas. Mas além disso, houve também registro de queda de árvores em várias propriedades e locais públicos. Nova Brasília, Liberdade e interior do município também tiveram alguns registros de danos.

Outdoors e placas também caíram. Nas ruas, o que mais se via era sujeira esapalhada pelo forte vento. O lixo ficou acumulado em algumas vias. Na Praça Dogello Goss, lixeiras foram quebradas e galhos de árvores caíram.   Um ponto de ônibus, no Guilherme Reich, ficou praticamente destruído.

 


Em relação à energia elétrica, praticamente todos os bairros ficaram sem luz. Conforme o acompanhamento em tempo real da Celesc, quase 20 mil unidades foram atingidas, mais da metade da cidade. Centro, Nações, Industriários e Itaíba foram os locais com mais problemas de falta de energia. Por volta das 16h00, mais da metade dos pontos afetados havia sido normalizado.



A equipe da Celesc inciou um trabalho de campo para identificar o problema. A provável causa é queda de vegetação sobre a rede. O vento forte acaba causando vários danos: empurra vegetação sobre a rede, balança os condutores que eventualmente se tocam, leva materiais diversos, explicou o chefe da Celesc, Gilvan Menosso.






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM