Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Justiça

​Mulher acusada de atear fogo em residência continua no Presídio de Concórdia

Ela teria deixado no interior da casa uma das filhas que conseguiu sair do imóvel.

Por Ederson Vilas Boas
03/11/2019 às 10h48 | Atualizada em 04/11/2019 - 09h28


A mulher de 39 anos que foi detida ainda na sexta-feira, suspeita de ter provocado o incêndio que destruiu uma residência no bairro Vista Alegre, no começo da noite da sexta-feira (1), continua detida no Presídio de Concórdia. Isso porque, a Justiça da Comarca de Concórdia converteu de flagrante para preventiva a prisão da mulher apontada como responsável pelo incêndio. A Audiência de Custódia foi realizada neste sábado, dia 2, no Fórum. Com isso, ela permanecerá detida no Presídio Regional de Concórdia, à disposição da Justiça.

Na sexta-feira, ela teria ateado fogo no imóvel e deixado no interior uma das filhas.


Informação do Incêndio

Uma residência foi completamente destruída por um incêndio no início da noite desta sexta-feira, dia 1º de novembro, em Concórdia. O imóvel fica na extensão da Rua Carlos Büchele, a cima da Jonas Ramos, no bairro Vista Alegre. o fogo consumiu completamente a parte superior, da casa de madeira, de aproximadamente 70 metros quadrados.

O Corpo de Bombeiros Voluntários de Concórdia chegou rapidamente e fez o trabalho de rescaldo, protegendo as casas vizinhas. Uma delas, onde o fogo já estava chegando próximo. A Celesc foi acionada para cortar os cabos de energia que estavam ligados e poderiam colocar em risco as equipes de socorro.

Não se sabe ainda quais as causas do incêndio, mas testemunhas afirmam que foi criminoso. Os Bombeiros utilizaram mais de 10 mil litros de água para combater as chamas. A Polícia Militar esteve no local para iniciar a investigação do sinistro. O Conselho Tutelar e Assistência Social foram acionados, pois os filhos da moradora do imóvel estavam sozinhas no local.

 






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM