Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Saúde

HSF emite nota esclarecendo polêmicas iniciadas nas redes sociais

Descredenciamento de médicos gerou reclamações de clientes.

Por Luan de Bortoli
07/11/2019 às 06h39 | Atualizada em 08/11/2019 - 07h38


O Hospital São Francisco e o Plano São Camilo, de Concórdia, emitiram nesta quarta-feira, dia 06, uma nota à imprensa respondendo sobre polêmicas iniciadas nas redes sociais. No texto, a unidade diz que a troca de algumas equipes médicas realizada nesta unidade não faz parte de nenhuma retaliação em decorrência da futura inauguração de uma nova unidade hospitalar em nossa cidade.

Esta é uma resposta a comentários que têm sido feitos na internet. Alguns clientes têm reclamado de que médicos estão sendo descredenciados do plano em função da instalação de uma nova unidade de saúde, no caso o futuro hospital da Unimed. De acordo com as postagens, com a medida, alguns atendimentos têm sido prejudicados, gerando tal insatisfação.

A nota segue dizendo que o Hospital acredita que a livre concorrência estimula as melhores práticas profissionais em todas as áreas. A decisão tomada pela unidade de saúde está, conforme o texto, direta e exclusivamente relacionada ao planejamento estratégico, que definiu como prioridades a ampliação e a qualificação das especialidades médicas e não médicas oferecidas à população.

Sobre os novos médicos que estão sendo credenciados ao plano, a nota esclarece que eles possuem todos os documentos legais para o exercício de sua profissão, incluindo os certificados necessários às suas especialidades. O texto finaliza dizendo que o hospital lamenta o teor das postagens de maneira ofensiva e que a instituição buscará os meios legais para responsabilizar os autores.

NOTA

O Hospital São Francisco (HSF), como instituição privada de Saúde, esclarece que, ao contrário do que tem sido divulgado nas redes sociais, a troca de algumas equipes médicas realizada nesta unidade não faz parte de nenhuma retaliação em decorrência da futura inauguração de uma nova unidade hospitalar em nossa cidade. Pelo contrário, o Hospital acredita que a livre concorrência estimula as melhores práticas profissionais em todas as áreas.

A decisão tomada por esta instituição está direta e exclusivamente relacionada ao nosso planejamento estratégico, que definiu como prioridades a ampliação e a qualificação das especialidades médicas e não médicas oferecidas à população e, consequentemente, dos profissionais de Saúde, para que possam suprir as novas demandas que serão impostas pela nossa nova infraestrutura e pelos serviços a serem prestados à população de Concórdia e região, sejam aos pacientes dos planos de Saúde ou aos do Sistema Único de Saúde que representam mais de 60% de nossos atendimentos.

Informamos que foram incorporadas neste ano as seguintes especialidades: Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Infectologia, Psiquiatria e Terapia Ocupacional e outros serviços e especialidades serão oferecidos à população a partir de 2020.

O HSF esclarece, ainda, que os novos médicos prestadores de serviço à nossa instituição possuem todos os documentos legais para o exercício de sua profissão, incluindo os certificados necessários às suas especialidades, lembrando que, de acordo com as mais modernas unidades de Saúde do País, o ingresso de médicos nos hospitais é baseado em critérios definidos pelo Conselho Federal de Medicina e seus órgãos estaduais e não por meio de avaliação do próprio corpo clínico das unidades, com o objetivo de evitar possíveis corporativismos.

Para finalizar, o HSF lamenta o teor das postagens que vêm sendo feitas de maneira ofensiva e que denigrem as pessoas, sua honra e seu caráter, assim como esta instituição, e informa que buscará os meios legais para responsabilizar seus autores.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM