Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Saúde

Chefe do MS afirma que Concórdia tem chances de credenciar Cardiologia no SUS

Encontro reuniu lideranças políticas que afirmaram que o município reúne as condições necessárias.

Por Ederson Vilas Boas
19/11/2019 às 18h56 | Atualizada em 20/11/2019 - 17h28


O chefe do Ministério da Saúde em Santa Catarina, Rogério Mendes Ribeiro, está em Concórdia e, nesta terça-feira, participou de um debate sobre a necessidade urgente de credenciamento da cardiologia do Hospital São Francisco no Sistema Único de Saúde. O encontro reuniu o executivo concordiense, secretário de saúde, vereadores, lideranças do município, além de representantes de prefeituras da região da AMAUC, como o prefeito de Lindoia do Sul, Genir Loli.

O debate foi focado principalmente na necessidade de credenciar o serviço oferecido no município no SUS, já que há equipamentos e profissionais capacitados para fazer atendimentos de forma gratuita aos pacientes.

O chefe do Ministério da Saúde, destacou que Concórdia tem grandes chances de ter a habilitação do serviço junto ao SUS. “O Ministério da Saúde vê um cenário positivo para habilitar o serviço aqui em Concórdia. Temos que diferenciar credenciamento de habilitação. Tanto Concórdia quanto Caçador tem o credenciamento, mas até agora nenhuma tem a habilitação. Quando chegar o documento de Caçador, analisaremos, a partir das informações levantadas e quando for feita uma avaliação técnica com nossa equipe, do Hospital São Francisco, aí decidiremos se é melhor Concórdia ser credenciada ou Caçador”, destaca Rogério Mendes Ribeiro.

Na reunião também foi entregue aos representantes do Ministério da Saúde o abaixo-assinado com mais de 20 mil assinaturas que pede o credenciamento da cardiologia e também da oncologia de Concórdia no SUS.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM