Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Concórdia

​Esforço da gerência local ajuda a resolver problemas pontuais de falta de água em Concórdia

Sistema está preparado para o verão, e problemas serão poucos e pontuais.

Por Luan de Bortoli
03/12/2019 às 12h00 | Atualizada em 04/12/2019 - 09h03


Nos últimos anos, a população de Concórdia se viu obrigada a mudar sua rotina e se adaptar a uma falta costumeira de água. Como consequência, o nível de reclamações dos concordienses também era alto, especialmente ligando nas rádios e pedindo que a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN) resolvesse o problema nos mais variados bairros do município.

Mas de alguns meses para cá esse cenário mudou. O número de reclamações diminuiu à medida que também diminuíram os problemas de falta de água. E isso se deve a um trabalho intenso e minucioso da gerência da Casan local. Foram resolvidos problemas que eram pontuais com um esforço de toda a equipe, além da chegada de mais oito profissionais vindos de Caçador.

Em entrevista à emissora, o gerente da Casan de Concórdia, Helton Carneiro, explicou o trabalho feito. “Não foram muitos investimentos, mas é o efeito de muito suor da gente. Identificamos problemas de produção de água, a gente conseguiu eliminar o estrangulamento na adutora, disponibilizamos mais água tratada à população, melhoramos a distribuição de São Cristóvão [que afetava boa parte da cidade”.

Mas, conforme Carneiro, o cenário ainda não é o ideal desejado pela Companhia. “Ainda não está um ‘brastemp’. Ainda tem problemas em São Cristóvão e no Industriários. No Industriários, só precisa instalar uma válvula redutora de pressão, aí consigo trazer água da ETA 2, de Linha São Paulo. Já São Cristóvão, tem a previsão de perfuração de um poço, mais de 700 metros. Conseguimos a licença, estimo que em dezembro já começamos”.

E o verão?

Segundo o gerente da Casan, o verão de 2019/2020 deverá ser bastante diferente dos anos anteriores e a população deverá sentir essa diferença, efeito desse trabalho desenvolvido ao longo do ano e que vai fazer com que a cidade não tenha todos os problemas de abastecimento sentidos em outros tempos.

Conforme Carneiro, algumas situações ainda precisam ser resolvidas, mas no geral tudo foi superado. “Não vamos ter reclamações [no verão]. Era caótico, 23 bairros sem água. As regiões do Nações, Sunti, Imperial, Arvoredo, eu não me preocupo com a falta de água. Se tiver, é pontual, vazamento. Agora, São Cristóvão e Industriários eu peço cautela. Não vai ser aquele problema caótico de vários dias sem água, mas algumas horas pode ser que tenha”, explica.

Fonte: SERGINHO PRIMAM





01 COMENTÁRIO - Deixe também o seu Comentário



valdeci comentou em 03/12/2019 as 21:08:57
Mais nada de renovar contratos novamente com a casam.
Fora casan o povo não esqueceu oque passou.




VEJA TAMBÉM