Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Concórdia

Abrigo de animais de Concórdia: prefeitura faz readequação orçamentária

Licitação deverá ser lançada no mês de janeiro.

Por Luan de Bortoli
10/12/2019 às 06h35 | Atualizada em 10/12/2019 - 22h01


O projeto que visa construir uma Unidade de Acolhimento Provisório de Animais em Concórdia ainda está em fase de confecção, com um pequeno atraso das estimativas inicias. Neste momento, a equipe da secretaria de urbanismo e obras ainda está voltada a fase de orçamentos para viabilizar a proposta. As informações são do assessor de planejamento Daniel Faganello.

A etapa do projeto arquitetônico da estrutura já foi finalizada, assim como também já encerrou a fase de projetos complementares, que compreende a parte estrutural, elétrica, hidráulica, sanitária e tratamento de efluentes da unidade. As aprovações necessárias, primeiro do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), e depois pela Vigilância Sanitária de Concórdia, também já foram obtidas.

O próximo passo do projeto é o lançamento da licitação. Isso somente vai ocorrer quando a etapa de orçamento for finalizada. A viabilização já ocorreu, mas agora a equipe trabalha na readequação orçamentária para que a execução da obra caiba dentro deste valor, etapa que deve terminar até o fim do mês. O recurso destinado para o projeto não foi informado pela equipe da prefeitura.

O lançamento da licitação, portanto, fica para o início do ano que vem. A ideia da administração é lançar o edital ainda em janeiro, um rápido atraso em relação à previsão anterior, que era pra lançar até o fim deste ano. O início da construção da estrutura, que estará localizada próximo à Universidade do Contestado (UnC) Concórdia, não tem previsão, mas deve ocorrer nos primeiros meses de 2020.

Sobre o abrigo

A Unidade de Acolhimento Provisório de Animais abrigará temporariamente os animais e a intenção é atender a demanda represada das entidades que atualmente recolhem os pets enquanto procuram uma adoção responsável. O centro terá capacidade suficiente para cuidado e tratamento dos animais apreendidos ou abandonados na cidade, com espaço para alimentação e saúde.

Em julho do ano passado, o Ministério Público assinou um Termo de Ajustamento de Conduta - TAC, com a Prefeitura de Concórdia e a AMA, para implantar a unidade que deverá ter capacidade suficiente para cuidado e tratamento dos animais apreendidos ou abandonados na cidade, com espaço para alimentação e saúde, até que os animais encontrem um tutor responsável.

O Legislativo de Concórdia aprovou o Projeto de Lei que dispõe sobre as normas e institui o Programa de Prevenção e Controle de Zoonoses e bem-estar animal em dezembro. Dentro das situações previstas nesta Lei, está à construção da Unidade de Acolhimento Provisório de Animais, ou seja, um canil.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM