Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Geral

Engenho Velho deverá ser o ponto de exploração para águas termais em Concórdia

Estudo ainda não foi entregue à administração municipal.

Por Luan de Bortoli
15/01/2020 às 06h31


O prazo para o fim da elaboração de estudo para a exploração de águas termais em Concórdia ainda não terminou, mas conforme informações extraoficiais, o município já tem um local indicado preliminarmente para ser ponto de investimento deste setor. A área que deve ser confirmada nos próximos dias é na comunidade de Engenho Velho. 

O estudo para exploração das águas termais iniciou no começo de novembro e tem prazo de 60 dias para ser concluído e entregue à administração municipal. Este período encerra nesta semana, quando o resultado será apresentado. Mas informações não oficiais já apontam que aquele é o local indicado para receber os investimentos do setor. No total, foram três pontos estudados: além de Engenho Velho, o Distrito de Planalto e Barra do Lageado Paulino. 

Conforme o secretário de desenvolvimento econômico e turismo, Wagner Simioni, este três locais foram definidos pois são pontos extremos do município. Com isso, no futuro, fica possível estimar outros pontos para exploração que estejam dentro deste limite. “Então esses três pontos extremos, e contemplando três altitudes, fica fácil, depois, por interpolação, que é uma ferramenta matemática, fazer uma previsão de pontos intermediários contidos neste triângulo que se forma”, disse.

Assim que o estudo for entregue, a íntegra do material será repassada para a iniciativa privada, que ficará responsável pelo projeto. “A iniciativa privada, com estes dados, terá condições de fazer análises técnicas e financeiras para investimento. Então a prefeitura vai nesse ponto. Depois, assim que tiver interesse da iniciativa privada de implantar algo nesse sentido, seja parque termal, hotel-fazenda, a prefeitura pode auxiliar com incentivos econômicos e fiscais, previstos em lei. Vão gerar mais emprego, renda, e elevar o patamar de Concórdia”.

Os levantamentos foram realizados nas estradas municipais pelo fato de não haver sondagens em áreas particulares. O objetivo de explorar águas termais em Concórdia é para se formar e expandir uma nova matriz econômica no município. Além disso, já há empresários interessados em investir no setor. Não há prazos, ainda, para que os projetos saiam do papel.





01 COMENTÁRIO - Deixe também o seu Comentário



Gege comentou em 16/01/2020 as 15:54:52
Pessima escolha. Engenho Velho é quase tão longe do centro de Concórdia quanto Itá e Marcelino Ramos. Sem contar que se der certo e o balneário se desenvolver, no futuro, podem querer se emancipar. Então é ruim duas vezes para Concórdia, pela distância e pelo perigo da comunidade virar município. Porque tem que ter um rio perto do Balneário? Se querem um rio, então o melhor local, e que fica praticamente dentro da cidade, é a BR 153. Temos que pensar também no futuro de Concórdia!




VEJA TAMBÉM