Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Geral

Entenda como funciona a nova tarifa de água da Casan em SC

Medida passou a valer ontem, dia 1º de março.

Por Luan de Bortoli
02/03/2020 às 06h30 | Atualizada em 03/03/2020 - 14h28


Passou a valer ontem, domingo, dia 1º de março, a nova tarifa de água para os catarinenses que moram nas 195 cidades atendidas pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan). O fim da cobrança mínima de R$ 45,19 para quem gasta até 10 metros cúbicos é a principal mudança anunciada pela empresa.

Com esta alteração, agora haverá uma nova tarifa, no valor de R$ 29,49, mas não por gasto mínimo e sim pelo oferecimento do serviço. Cada metro cúbico gasto pelo consumidor será cobrado a partir deste valor mínimo apontado no hidrômetro. Há faixas de cobrança. Se o gasto for de um a 10m³, o valor adotado será de R$ 1,96. 

Portanto, em um caso hipotético de que o consumidor gaste nove metros cúbicos no mês, a fatura mensal será de R$ 47,13‬ (resultado da soma da tarifa do serviço mais a quantidade de água gasta no período). A segunda faixa de cobrança por metro cúbico será de R$ 9,11, para consumos entre 11 e 20 metros cúbicos ao mês. Então, se o consumidor gastar, por exemplo, 12m³, a fatura total será de R$ 67,31‬ (R$ 29,49 + R$ 19,60 de dez m³ + R$ 18,22 dos outros 2m³)

A intenção da empresa é que a nova fórmula da tarifa incentive mais os consumidores a economizarem água do que a tarifa anterior, que tinha uma cobrança mínima de 10 metros cúbicos, independentemente do consumo. A nova fórmula da tarifa foi definida por agências reguladoras em outubro do ano passado e será medida no consumo de março para cobrança na fatura com vencimento em abril.

Conforme a Casan, um estudo realizado pela empresa pontou que, no estado, pelo menos 50% dos catarinenses terão redução na tarifa, já que este é o percentual de consumidores que consomem até oito metros cúbicos por mês.  Em Concórdia, esse valor é de cerca de 44% da população. Outros 16% que pagavam a tarifa de consumo mínimo agora poderão ter uma tarifa menor caso reduzam o consumo.






03 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



Airton comentou em 02/03/2020 as 21:58:13
Vcs publicaram uma notícia enganosa sobre a tarifa da CASAN, quem gasta 12 metros cúbicos não vai pagar 138,81 e sim 29,92 + 19,96 + 18,22= 68,10. Favor corrigir a notícia.



Airton comentou em 02/03/2020 as 22:05:23
Quem gasta 12 metros cubicos vai pagar 29,49 taxa de permanencia + 10 x 1,96 =19,96 + 2 x 9,11= 18,22, portanto 29,49+19,96+18,22= 67,67 esta é a tarifa para quem gasta 12 metros cúbicos e não 138,81 como foi publicado.



Edete T S comentou em 04/03/2020 as 20:56:09
Nossa! Quanta ilusão nesta nova tarifa...se gastarmos 8 m³ e não 10³ ainda assim pagaremos mais caro em comparação com a tarifa antiga. É muito trabalho para tentar ludibriar o povo de Santa Catarina.




VEJA TAMBÉM