Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Coronavírus

Médicos lançam campanha para que toda a população use máscara

Material deve ser produzido em casa com tecido utilizado no dia a dia.

Por Luan de Bortoli
31/03/2020 às 13h55 | Atualizada em 01/04/2020 - 11h39


A Associação Catarinense de Medicina, regional de Concórdia, está lançando nesta terça-feira, dia 31, com apoio de diversos médicos o projeto Máscara para todos, faça a sua. O objetivo da ação é incentivar a população a fazer e usar suas máscaras pois, conforme pesquisas recentes, elas ajudam a evitar de o coronavírus se espalhar.

As informações, até então, vindas de autoridades de saúde, davam conta que a utilização destes materiais não era indicada para toda a população, e sim apenas aos grupos de pessoas ligadas à saúde ou já infectadas. No entanto, conforme o dr Luiz Bernardi, novos estudos, vindos do Japão e China, indicam algo na contra-mão.

"Até então, era aconselhável apenas para doentes e pessoas da área médica, porque há uma carência muito grande desses materiais, os EPIs. Então se aconselhava a não usar. Nos últimos dias, porém tem saído recomendação em revistas mostrando que se toda a população usar uma máscara diminui a circulação do vírus", explica ele, que encabeça o projeto em Concórdia.

O médico comenta que a falta de máscaras é uma realidade em todo o mundo. Por isso, a recomendação é que cada pessoa faça a sua em casa, com tecido que se utiliza no dia a dia. "Tecido de algodão ou malha, de camiseta que tem em casa. De preferência colorido para tirar o estigma da máscara conhecida de gente doente. Com água e sabão dá para lavar, também água sanitária. E ferro quente, que esteriliza. Tendo duas delas, você sai um dia com uma, um dia com outra".

"A função da máscara comunitária é evitar de, sempre que a gente fala, emitir partículas. O vírus sai com essa partícula, até por isso se pede afastamento de 1,5 metro. Quando se tosse, vai até seis metros. Quando se espirra até 10 metros. 80% das pessoas são assintomáticas e transmissoras do vírus. Então, você usar uma máscara, vai evitar a emissão dessas gotículas", argumenta ele.

O médico reconhece que existe certo preconceito com a utilização das máscaras e é preciso mudar esta concepção. "Nos países asiáticos, é comum se utilizar máscaras. Mas aqui, existe um estigma. E é isso que queremos mudar. Por isso usar coloridas", destaca.

Em entrevista ao programa Papo@96, na tarde desta terça-feira, ele também comentou sobre as medidas de isolamento social. "Quando se propaga o isolamento social é para o achatamento da curva. Como se faz isso: distanciando as pessoas, uso abusivo de água e sabão, e álcool em gel. E agora com a máscara comunitária, baseado em pesquisas de médicos do Japão e da China", finaliza.
 





02 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



Nicolas comentou em 31/03/2020 as 14:45:12
contra-mão -> contramão
afastametno -> afastamento
paículas -> partículas
pesqusias -> pesquisas



Leão Marcos Ampessan comentou em 01/04/2020 as 09:32:10
Bom dia,
Seria interessante, além da notícia, colocar um "faça você mesmo" da máscara, ou algum link que ensine como fazer.
Obrigado
Leão




VEJA TAMBÉM