Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Economia

Geração de emprego: Concórdia tem pior abril da série histórica

Resultado é reflexo da crise criada pela pandemia do coronavírus.

Por Luan de Bortoli
29/05/2020 às 06h12 | Atualizada em 29/05/2020 - 06h51


Pela primeira vez em 2020, o Ministério da Economia divulgou os dados referentes à geração de empregos no país. E os números já mostram os impactos causados pela pandemia da covid-19. Conforme os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), Concórdia fechou abril com saldo negativo de 338 vagas.

Ou seja, Concórdia mais demitiu do que contratou no quarto mês do ano, fato que se repetiu por quase todo o país. Em abril, conforme os dados do Caged, foram 545 contratações contra 933 pessoas desligadas – que pode ser demissões ou troca de emprego para outras cidades. Este resultado é o pior para abril, em Concórdia, na série histórica, iniciada em 2004.

O mercado de trabalho catarinense também foi diretamente afetado pela pandemia do coronavírus. Há 16 anos, Santa Catarina não enfrentava um cenário tão negativo em abril. Foram fechados 73.111 mil postos de trabalho no mês passado. Já em nível nacional, foram fechados 860.503 empregos com carteira assinada.  Este é o pior resultado da série histórica, que tem início em 1992. Com isso, foi a maior demissão registrada em um único mês em 29 anos.

Por conta da pandemia do novo coronavírus e de uma atualização no sistema que cadastra os dados de emprego no país, feita no início deste ano, as informações do Caged, divulgadas mensalmente até o ano passado, não haviam sido publicados. Mas a partir de agora, a publicação volta a ocorrer normalmente.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM