Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Economia

Geração de empregos: Concórdia tem pior 1º quadrimestre desde 2016

Números são resultado do impacto do coronavírus.

Por Luan de Bortoli
02/06/2020 às 06h20 | Atualizada em 03/06/2020 - 07h40


Interrompendo uma sequência de recuperação na geração de empregos, o início de 2020 foi de queda em Concórdia, conforme os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados pelo Ministério da Economia na semana passada. O saldo, nos quatro primeiros meses deste ano no município, foi de 409 vagas criadas.

Este é o pior número desde 2016. Naquele ano, auge da crise iniciada em 2015, Concórdia havia registrado saldo negativo de - 49 vagas no primeiro quadrimestre do ano. Depois disso, entre 2017 e 2019, o período vinha registrando crescimento. No ano passado, por exemplo, entre janeiro e abril, o saldo havia sido de 1296 vagas criadas.
Este resultado está diretamente ligado à crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. Janeiro e fevereiro, antes da chegada da doença ao país, o saldo dos meses havia sido positivo, sendo de 303 e 497 respectivamente. Em março, com a parada de algumas atividades, começaram as demissões. O terceiro mês teve saldo negativo de -3 vagas. Já em abril, também com saldo negativo, foi de -338.

Conforme os dados do Caged para este quadrimestre de 2020, no período foram 4.354 contratações e 3.945 desligamentos – que são demissões ou troca de emprego e cidade. Neste período, os setores que tiveram os piores resultados foram de Comércio, Indústria e Serviço, especialmente entre março e abril, com diversas demissões.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM