Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Geral

Combustíveis ficam mais caros na média semanal em Concórdia

Depois de quedas, Petrobrás voltou a aumentar o valor do produto.

Por Luan de Bortoli
26/06/2020 às 06h21 | Atualizada em 26/06/2020 - 09h48


Os dias de combustíveis com preços em baixa já ficaram para trás. Depois de um abril e maio com valores em queda semanal, agora em junho o preço voltou a registrar altas. Conforme a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), gasolina, etanol e diesel tiveram aumento na média ao longo do sexto mês do ano.

A gasolina, por exemplo, subiu quatro centavos na média ao longo de junho. Na última semana de maio, a média, em Concórdia, era de R$ 3,78. Já na semana passada, entre 14 e 20 de junho, a média havia chegado a R$ 3,82. Neste período, o valor do produto variava entre R$ 3,78 e R$ 3,90. A tendência continua sendo de alta para a gasolina.

O mesmo se aplica para o etanol. Mas este subiu ainda mais do que a gasolina. Foram sete centavos a mais em um mês, saindo de R$ 3,64 na última semana de maio para R$ 3,71 na semana passada. Em Concórdia, o produto era encontrado com valores entre R$ 3,50 e R$ 3,85. 

A oscilação semanal do diesel foi a menor entre os combustíveis. Apesar de haver alta, o valor praticamente manteve uma estabilidade. Na última semana de maio, o produto custava, em média, R$ 2,99. E na semana passada, a terceira de junho, estava R$ 3,00. O produto variava entre R$ 2,96 e R$ 3,06 em Concórdia.

Entre abril e maio, a gasolina e o diesel tiveram várias quedas, fechando o mês com as menores médias em mais de um ano. Mas de maio para junho, várias altas já voltaram a ser aplicadas. Somente no sexto mês do ano já foram cerca de 15% de aumento no preço do produto nas refinarias, que é normalmente repassado para o consumidor.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM