Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Economia

Ainda negativa em maio, geração de empregos tem melhora em relação a abril em Concórdia

No ano, acumulado ainda tem resultados positivos.

Por Luan de Bortoli
30/06/2020 às 06h22 | Atualizada em 01/07/2020 - 06h04


Ainda negativo, o saldo de geração de empregos de Concórdia apresentou uma melhora se comparado com o mês de abril, conforme apontam os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados pelo Ministério da Economia, nesta segunda-feira, dia 29. O município teve, no mês de maio, saldo negativo de -110 vagas.

Esse resultado é a diferença entre 697 contratações e 807 desligamentos (demissões ou troca de cidade) durante o quinto mês do ano. O resultado é um dos piores da série história para o mês de maio, mas ainda é melhor do que o mesmo mês do ano passado, quando o saldo foi de -112. No entanto, em 2020 o Brasil enfrenta uma forte crise.

Além disso, o resultado de maio também aponta para uma rápida melhora em relação a abril. No quarto mês do ano, o saldo negativo foi de 338, mais que o triplo de agora. Sobre as demissões, a maior parte foi de homens (492). A faixa etária com mais demitidos foi de 18 a 24 anos, seguido de 30 a 39 anos, conforme os dados do Caged.

Quanto aos setores, o que apresentou o pior resultado em maio foi Indústria, com saldo negativo de -89 vagas criadas. Já Construção foi o que teve os melhores números, com saldo positivo de 51. No acumulado do ano, em cinco meses, Concórdia tem um saldo positivo de 270 vagas criadas. Apesar de positivo, é um dos piores resultados na comparação do período com outros anos.

Já em nível nacional, o Brasil fechou 331.901 vagas de emprego formal. O país registrou em maio 703.921 contratações e 1.035.822 demissões. Na comparação com março e abril, o país também apresentou melhoras. Já Santa Catarina, também com resultados negativos mais uma vez, fechou 22.705 vagas.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM