Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Coronavírus

Restaurantes e bares terão que fechar até as 22 horas em Seara

Novas restrições com a bandeira vermelha.

Por Marcos Feijó
30/07/2020 às 14h46 | Atualizada em 30/07/2020 - 14h50

O prefeito de Seara, Kiko Canale, anunciou em entrevista ao programa Belos Muito Mais, da Belos FM, nesta quinta-feira, 30 de julho, que o município adotará novas medidas de prevenção ao coronavírus. O decreto com as novas restrições deve ser publicado nesta sexta-feira, 31 de julho.
Entre as medidas está a limitação de funcionamento de bares e restaurantes até o horário máximo de 22 horas. Depois deste horário os estabelecimentos poderão servir apenas no modelo delivery. Os hotéis poderão atender com capacidade máxima de 30% de hóspedes. Se houver aglomeração em residências ou locais de acesso público que desrespeitem as regras de isolamento em vigor, os proprietários e/ou organizadores/responsáveis serão autuados. No caso de estabelecimentos comerciais, eles poderão ser notificados, multados e até interditados.

No caso dos supermercados, os estabelecimentos deverão ter pessoas na entrada para controlar o acesso do público e evitar aglomerações. Também está havendo cobrança à direção da unidade local da Seara Alimentos para que a empresa volte a controlar com mais eficiência a circulação de trabalhadores, evitando aglomerações próximo à unidade. Com relação ao transporte público urbano, o serviço segue suspenso.

Conforme o prefeito Kiko Canale, algumas destas medidas estão sendo adotadas em conjunto entre os municípios da Amauc. Um documento será enviado ao Estado alertando que, em caso de medidas mais drásticas de restrição adotadas pelo Estado, como o fechamento do comércio, a Amauc deve ter um tratamento diferenciado, já que boa parte dos leitos de UTI do Hospital São Francisco está sendo ocupada por pacientes de outras regiões. “Nossa região ainda está numa condição mais tranquila em termos de propagação da doença, mas imploramos à população para que siga todas as orientações da saúde e respeite as regras, porque um lokdown (situação onde só serviços essenciais são mantidos) não está descartado”, disse o prefeito.

Desde a última quarta-feira a Amauc está na bandeira vermelha, área considerada gravíssima para coronavírus. A classificação observa vários critérios, como taxa de ocupação de leitos de UTI e índices de isolamento social.  

Fonte: BELOS/FOLHA SETE - DÉCIO PANDOLFI





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM